A lavagem do Bonfim atrai milhares de turistas para Salvador todos os anos (Foto Max Haack/Ag Haack)

A capital baiana não terá, pelo segundo ano consecutivo, a tradicional Lavagem do Bonfim no próximo dia 13. A medida foi confirmada pelo prefeito Bruno Reis nesta quarta-feira (5), durante a assinatura da ordem de serviço para a realização do programa Morar Melhor em Vila Canária.

De acordo com o chefe do Executivo municipal, a medida foi tomada por segurança sanitária, diante do aumento significativo de casos da Covid-19 provocados pela variante Ômicron e pela chegada do vírus da gripe H3N2. “Essa foi uma decisão conjunta entre a Prefeitura e a Basílica do Bonfim e, diante dessa transmissão que está ocorrendo, não podemos dar margem para contribuir para que nesses números possam aumentar ainda mais. Sendo assim, infelizmente, o dia da Lavagem do Bonfim será um dia normal na cidade, com a região da Cidade Baixa funcionando normalmente”, declarou Bruno Reis.

Ele ainda aproveitou para salientar que os cidadãos que desejam cumprir os compromissos religiosos referentes à data, como a visita à Basílica, possam fazê-lo em outros dias do ano, para evitar aglomerações. “Tenho certeza que o Senhor do Bonfim vai abençoar do mesmo jeito”, completou Bruno Reis.

No dia 13, a Basílica Santuário Senhor do Bonfim, na Colina Sagrada, estará fechada durante todo o dia. O templo estará aberto apenas às 18h para a missa da novena, que terá início às 19h.

Pela manhã, às 10h, será iniciada uma transmissão virtual com uma homenagem póstuma aos mais de 620 mil mortos pela Covid-19 no Brasil, que vai ocorrer no monumento ao Cristo Ressuscitado, na Praça do Bonfim. Em seguida, às 10h30, o reitor da Basílica do Bonfim, padre Edson Menezes, transmitirá a tradicional mensagem e benção à população. As ações podem ser acompanhadas através do site santuariosenhordobonfim.com e redes sociais da Basílica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

seis − 3 =