Exportações da Atlantic Nickel cresceram mais de 63% em 2021

O último navio com carregamento do minério, que garantiu o resultado anual de 2021, zarpou no final do mês de dezembro, em direção a Finlândia, levando ao continente europeu uma carga de 9.939,80 toneladas (Foto: Divulgação)

A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado, componente fundamental para a produção de baterias de veículos elétricos, finalizou o ano de 2021 com 11 embarques de minério para exportação, através do Porto de Ilhéus, região sul da Bahia. O total de comercializações em 2021 chegou a 110.409,75 toneladas, representando um resultado de produção da Mina Santa Rita expressivamente superior a 2020, quando a companhia exportou 67,7 mil toneladas de concentrado de níquel.

“É um orgulho imenso fazer parte deste time, que de forma segura e responsável, conquistou mais este resultado. Estamos certos de que 2022 será ainda melhor. Hoje celebramos esta vitória coletiva, fruto de inúmeros esforços individuais em nome do sucesso do nosso negócio e dos impactos positivos que ele proporciona para a região”, destacou Ricardo Campos, gerente geral de operações da Atlantic Nickel.

O último navio com carregamento do minério, que garantiu o resultado anual de 2021, zarpou no final do mês de dezembro, em direção a Finlândia, levando ao continente europeu uma carga de 9.939,80 toneladas.

Desde que iniciou as operações na Mina Santa Rita, em outubro de 2019, a Atlantic Nickel mantém o compromisso de trabalhar em nome da sustentabilidade, sem perder de vista o propósito de atingir o seu máximo potencial de produção, atuando em conformidade com os mais altos padrões de qualidade.

Com mais de 2.500 colaboradores, entre próprios e terceirizados, e atividades em crescente expansão no município baiano de Itagibá, a 370km de Salvador, a companhia vem se consolidando como agente propulsor da transição energética em escala mundial, sendo uma das maiores minas de níquel sulfetado a céu aberto no mundo e única deste tipo em operação no Brasil.

O panorama de bons resultados de exportação é um indicativo significante de que o níquel se torna, cada vez mais, um recurso fundamental em escala mundial, como solução sustentável para adoção de fontes de energia limpa, que substituem a combustão e reduzem a emissão de gases nocivos à saúde e ao meio ambiente.

Sobre a Atlantic Nickel

Única empresa produtora de níquel sulfetado no país, a Atlantic Nickel atua desde outubro de 2019 na extração do minério fundamental para a fabricação de baterias de veículos elétricos. São mais de 2.500 empregos diretos gerados pelo negócio e R$ 151 milhões injetados em compras e contratos com fornecedores da Bahia de 2018 a 2020.

A projeção da companhia é dobrar a capacidade produtiva, com o início da operação subterrânea na Mina Santa Rita, prevista para 2028, o que vai elevar o tempo de vida útil da mina de oito para 34 anos (7 anos de mina a céu aberto + 27 anos de mina subterrânea). De acordo com a Avaliação Econômica Preliminar, cerca de US$ 355 milhões devem ser investidos nos primeiros cinco anos desta nova fase.

Para além disso, a Atlantic Nickel já comemora a recente descoberta de um novo depósito com potencial significativo de recursos de níquel a apenas 26km de distância, e no mesmo cinturão geológico, de onde já funciona a Mina Santa Rita.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 + dez =