Programa municipal visa aumentar competitividade turística de Salvador

Durante o evento, o prefeito Bruno Reis ainda anunciou a transformação do Forte São Marcelo, na Baía de Todos-os-Santos, no primeiro aquário municipal de Salvador, impulsionando o turismo (Foto: Valter Pontes/Secom)

O aumento da competitividade do destino turístico Salvador, com reconhecimento e contribuição para melhoria da sustentabilidade das empresas participantes através da qualidade dos serviços prestados, é o principal objetivo do Quali Salvador, programa a ser desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). O lançamento da iniciativa ocorreu nesta quarta-feira (24) no Hotel Fiesta, no Itaigara, com as presenças do prefeito Bruno Reis e do secretário da Secult, Fábio Mota, e demais gestores municipais.

Para alcançar este objetivo, o município contará com uma consultoria técnica para assessorar as empresas participantes na adoção de modelos de gestão consagrados em normas nacionais e internacionais. Serão 20 horas de aula, com 6h de monitoria, no total.

O prefeito lembrou da parceria entre os interlocutores da Prefeitura e da sociedade para alavancar a imagem de Salvador como destino turístico nacional e internacional. “Os últimos dois anos foram de muita dificuldade para todos. Poderíamos culpar a pandemia por todos os problemas e seus efeitos colaterais, mas buscamos nos reinventar, com ações e iniciativas para deixar Salvador viva na memória das pessoas, como principal destino turístico do país”.

Bruno Reis ainda ressaltou que, para obter sucesso, foi preciso fazer concessões e atuar em conjunto, no sentido de fazer o melhor para Salvador. “Hoje, os números confirmam essa melhora, com 65% de ocupação hoteleira em outubro. Atualmente disputamos as primeiras opções em nível nacional, e isso se deve ao que já fizemos, ao que estamos fazendo e o que ainda vamos realizar. Temos ações na área de cultura, gastronomia e zeladoria da cidade, para que baianos e turistas possam elogiar Salvador. Vamos estar ainda mais preparados para receber os visitantes, embelezando a cidade, mobilizando voos, vacinando a população e garantindo toda a infraestrutura, para fortalecer a economia e potencializar os nossos equipamentos culturais”, elencou.

Busca da qualidade

A iniciativa se aplica a empresas do setor turístico dos segmentos de meios de hospedagem, bares, restaurantes e agências de viagem, num total de 120 entidades, para que consigam certificações internacionais de qualidade no setor. Os interessados podem fazer a inscrição na iniciativa através do site www. quali. salvador. ba. gov. br .

No primeiro momento, os impactos esperados são a melhoria dos resultados operacionais, financeiros e da gestão dos impactos sociais e ambientais dos respectivos negócios. Quanto aos resultados do Quali Salvador, a Secult prevê repercussão positiva no curto, médio e no longo prazo, a depender das necessidades específicas de cada empreendimento. Mas, de uma maneira geral, em seis meses os primeiros frutos já poderão ser verificados.

Além disso, como os resultados das empresas serão gerados pelos processos em que atuam pessoas, o programa oferecerá uma formação de Instrutores no Local de Trabalho (ILT), que atuarão como multiplicadores internos para melhorar a capacitação dos seus empregados. Será utilizado material específico desenvolvido pelo Programa Capacita, também da Secult.

“Queremos aumentar a competitividade e tornar Salvador o destino número um do país. Para isso vamos qualificar nossos equipamentos, sejam hotéis, bares, restaurantes e agências de viagens, para alcançar este objetivo. Teremos um mecanismo de gestão, com suporte para capacitar e incentivar que essa ação seja multiplicada entre os colaboradores. Tudo isso sob consultoria da Prefeitura”, assegura Fábio Mota, titular da Secult.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), Luciano Lopes, destaca a importância da parceria entre a Prefeitura e o trade para o bem da cidade. “As ações da Prefeitura têm sido muito importantes para tornar nossa cidade muito mais competitiva. Quanto mais qualificarmos a mão de obra e padronizar o serviço, vamos aumentar o fluxo de turistas e fazer de Salvador uma das cidades mais procuradas do mundo. Isso gera emprego e renda, pois Salvador é uma cidade essencialmente de serviços, todos se beneficiam com isso e só temos a crescer e melhorar”.

Mais ações

Durante o evento, o prefeito ainda anunciou a transformação do Forte São Marcelo, na Baía de Todos-os-Santos, no primeiro aquário municipal de Salvador, impulsionando o turismo e garantindo mais uma opção de lazer para o soteropolitano. Além disso, o chefe do Executivo anunciou ações para recuperação dos casarões do frontispício da cidade, a partir de notificações direcionadas aos proprietários.

“Vamos mudar a cara da cidade com intervenções profundas. Então apelo para que os proprietários façam a sua parte, pois a Prefeitura já valorizou a região com obras, e precisamos mudar esta realidade de abandono e consolidar o destino Salvador”, insistiu, lembrando que ainda serão utilizados cerca de R$12 milhões do Prodetur para requalificação da região das ruas da Conceição da Praia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 5 =