Maior hub logístico portuário do Norte e Nordeste, o Terminal de Contêineres do Porto de Salvador registrou crescimento de 18,5% nas movimentações gerais de cargas em outubro, estabelecendo um novo recorde mensal com a soma de 39 mil TEUs (contêineres de 20 pés), comparado ao mesmo período ano passado. O resultado supera outro marco alcançado também este ano, no primeiro semestre, o de maior volume mensal de contêineres movimentados desde o início das suas atividades, há pouco mais de duas décadas. Comparado ao desempenho de outubro de 2020, as exportações cresceram 18% (11,1mil TEUs) e as importações evoluíram 24% (7,7mil TEUs).

As cargas com maior representatividade em outubro foram nos segmentos de energia solar (+1.585%), polímeros (+36%) e construção sivil (+78%). “Ainda como destaque no mês, tivemos o desembarque da primeira remessa de trilhos para a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), importados da China. O primeiro navio desembarcou 20.035 trilhos destinados ao trecho II da ferrovia, e mais dois navios são esperados ainda este ano. Foi um marco significativo para o Porto de Salvador e para a Wilson Sons, por se tratar de um projeto de grande relevância para a população e uma operação de alta complexidade”, recorda Demir Lourenço, diretor executivo do Tecon Salvador, unidade de negócios da Wilson Sons.

De janeiro a outubro deste ano, o Tecon Salvador também apresentou alta nas movimentações de cargas, com 317 mil TEUs, representando 11,8%, em relação a igual período do ano anterior, quando o volume registrado foi de 283,6 mil TEUs. Um dos mais importantes instrumentos de atração de novos negócios e investimentos para o estado da Bahia, o terminal possui expertise em cargas conteinerizadas e também em operações logísticas complexas como as cargas superdimensionadas (break bulk), destinadas comumente a projetos de grande relevância para o desenvolvimento sustentável, a exemplo dos parques de energia renovável e a implantação de novas plantas.

O Tecon Salvador conta com uma área de 163.200 m², tem capacidade para movimentar 552 mil TEUs por ano, e está em fase de nova expansão, com duplicação de cais e retroárea adicional de 30.000m² já concluídos. Com infraestrutura similar às dos maiores portos do mundo, suas atividades dispõem de logística 4.0 e de equipamentos com alta tecnologia, que inclui 3 STS New Panamax, 3 Super Post-Panamax, 3 STS Panamax e 16 RTGs elétricos, todos com sistema regenerativo de energia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 4 =