Maior companhia doméstica do Brasil, a Gol Linhas Aéreas anuncia sua malha aérea para a alta temporada de verão no Brasil e no exterior, entre os meses de dezembro de 2021 e janeiro de 2022. São, em média, 700 decolagens diárias, um acréscimo de 6 mil novas operações. Em comparação com novembro de 2021, houve um incremento de 60% na oferta da GOL para estes dois meses, que, tradicionalmente, apresentam demanda mais acentuada por viagens de lazer.

Frente à pré-pandemia (janeiro de 2020), as operações da alta temporada 2021/2022 alcançam uma recuperação de 95% da oferta doméstica da companhia. Os 700 voos diários representam, ainda, um aumento da disponibilização de decolagens de 60% em mercados não regionais (de capitais para capitais) e 60% em mercados regionais.

Em dezembro e janeiro, a Gol retoma operações em bases nacionais e internacionais atendidas anteriormente e lança novos destinos. No dia 19/12/21, retornam os voos para Buenos Aires – com pouso no Aeroparque (AEP), o aeroporto central da capital portenha -, e, em 9/01/22, as decolagens de Belém (BEL) para Paramaribo (PBM), capital do Suriname.

Em território brasileiro, já no dia 2/12/21 a companhia passa a operar uma rota inédita, Congonhas (CGH)-Bonito (BYO), facilitando o acesso de todo o País ao paraíso do ecoturismo e turismo de natureza do Mato Grosso do Sul. Em 17/01/22, é a vez de a Gol  estrear voos diretos entre Pelotas (PET) e o aeroporto internacional de São Paulo/Guarulhos (GRU), estabelecendo a ligação do interior gaúcho com o Brasil e o mundo, dada a relevância do hub na capital paulista. Já a partir de 25/12/21, Guarulhos passa a se conectar com o destino sazonal de Cabo Frio (CFB), no litoral fluminense.

Alta temporada: destaques por hubs

São Paulo (Congonhas-CGH e Guarulhos-GRU): acréscimo de 1.500 voos saindo da capital paulista, um aumento de 50% na oferta da Gol . Em Congonhas, há a inclusão de 5 novos mercados – Aracaju (AJU), Bonito (BYO), Cuiabá (CGB), Caldas Novas (CLV), Foz do Iguaçu (IGU) e Ilhéus (IOS) – e maior disponibilização de assentos para Porto Seguro (303%), Salvador (117%), Maceió (174%) e Natal (157%). Em Guarulhos, a Gol ultrapassa as 100 decolagens diárias, um crescimento de 29%, resultado da inclusão de novos mercados domésticos – Cabo Frio e Pelotas – e um novo mercado internacional, Buenos Aires (AEP). Além disso, há aumento das operações com destino a Belém (121%), Manaus (138%) e Natal (63%).

Rio de Janeiro (RIOgaleão-GIG e Santos Dumont-SDU): crescimento de 63% na oferta de voos pela Companhia. O RIOgaleão conta com a inclusão de 4 novos mercados – Ilhéus, Jericoacoara (JJD), Manaus (MAO) e Uberlândia (UDI), além do acréscimo de assentos, principalmente, para Curitiba (163%), Florianópolis (100%), Maceió (184%), Natal (120%), Navegantes (116%) e Foz do Iguaçu (107%). Já em Santos Dumont, os aumentos mais relevantes na oferta de assentos são para Salvador (243%) e Vitória (43%). Início de 3 novos mercados saindo de Santos Dumont: Confins (CNF), Curitiba (CWB) e Florianópolis (FLN).

Brasília (BSB): aumento em 24% nas operações com a inclusão de 4 novos mercados: Porto Seguro (BPS), Ilhéus, Jericoacoara e Santarém (STM). Dentre as ofertas domésticas, destaca-se o crescimento para as cidades de Florianópolis (264% em operações) e Goiânia (43% em assentos), Natal (78% em assentos) e Maceió (40% em operações). No internacional, há um incremento de 64% das saídas para Cancún (CUN), totalizando mais de 1.300 assentos.

Salvador (SSA): crescimento de 71% na oferta com a adição de 4 mercados: Belém (BEL), Campo Grande (CGR), Florianópolis e Jericoacoara. O fortalecimento deste hub de alta conectividade no Nordeste inclui aumentos relevantes para as regiões Sul e Sudeste: Porto Alegre (264%), Rio de Janeiro/SDU (207%), Belo Horizonte (200%), Campinas (107%) e Recife (107%). Durante o período, as decolagens sobem de 35 para 52 diárias.

Fortaleza (FOR): incremento de 66% no número de voos, devido à inclusão de 3 mercados – Cuiabá, Belo Horizonte e Goiânia – e ao aumento de assentos ofertados para Belém (91%), Congonhas (121%), Recife (174%) e Juazeiro do Norte (55%).

Alta temporada: destaques por região

Norte: com a inclusão de mais de 300 decolagens, a região consolida uma média de 10 partidas diárias e um crescimento de 44% da oferta. Inclusão de 7 novos mercados: Guarulhos-Palmas (PMW), RIOgaleão-Manaus, Carajás (CKS)-Marabá (MAB), Brasília-Santarém, Belém-Salvador, Belém-Paramaribo (PBM) e Belém-RIOgaleão. Aumentos, principalmente, nas rotas para Fortaleza (114%), entre a capital do Pará e Guarulhos (121%) e de Manaus para Santarém (159%).

Nordeste: acréscimo de 70 voos diários para a região, e a oferta cresce em 73%. Há a inclusão de 25 novos mercados: Porto Alegre-Recife, Maceió-Porto Alegre, Jericoacoara-Salvador, Goiânia-Maceió, RIOgaleão-Jericoacoara, RIOgaleão-Ilhéus, Fortaleza-Goiânia, Florianópolis-Salvador, Curitiba-Maceió, Confins-Recife, Confins-Natal, Confins-Maceió, Confins-Fortaleza, Guarulhos-Ilhéus, Cuiabá-Salvador, Cuiabá-Recife, Cuiabá-Maceió, Cuiabá-Fortaleza, Brasília-Jericoacoara, Porto Seguro-Ilhéus, Porto Seguro-Confins, Porto Seguro-Cuiabá, Porto Seguro-Brasília, Belém-Salvador e Aracaju-Congonhas. Os principais aumentos de oferta foram entre os mercados vindos de São Paulo (CGH), Rio de Janeiro (SDU), Porto Alegre e Curitiba.

Centro-Oeste: adição de 18 novos mercados, totalizando um acréscimo de 24 voos diários: Porto Seguro-Brasília, Porto Seguro-Cuiabá, Brasília-Ilhéus, Brasília-Jericoacoara, Brasília-Santarém, Bonito-Congonhas, Cuiabá-Congonhas, Cuiabá-Fortaleza, Cuiabá-Maceió, Cuiabá-Recife, Cuiabá-Salvador, Congonhas-Caldas Novas, Campo Grande-RIOgaleão, Florianópolis-Goiânia, Goiânia-Maceió, Goiânia-Palmas e Goiânia-Vitória. Há um crescimento mais elevado de voos entre os mercados de Brasília-Florianópolis (264%), Brasília-Goiânia (128%) e Congonhas-Campo Grande (126%).

Sudeste: crescimento de 55% na oferta e inclusão de 27 novos mercados: Buenos Aires/Aeroparque-RIOgaleão, Buenos Aires/Aeroparque-Guarulhos, Aracaju-Congonhas, Belém-RIOgaleão, Porto Seguro-Confins, Bonito-Congonhas, Cabo Frio-Guarulhos, Cuiabá-Guarulhos, Congonhas-Caldas Novas, Congonhas-Foz do Iguaçu, Congonhas-Ilhéus, Campo Grande-RIOgaleão, Confins-Florianópolis, Confins-Fortaleza, Confins-Maceió, Confins-Natal, Confins-Recife, Confins-Santos Dumont, Confins-Vitória, Curitiba-Santos Dumont, Florianópolis-Santos Dumont, RIOgaleão-Ilhéus, RIOgaleão-Jericoacoara, RIOgaleão-Manaus, RIOgaleão-Uberlândia, Guarulhos-Pelotas e Goiânia-Vitória. Aumentos pontuais são notados nos mercados de Santos Dumont-Salvador (241%), Guarulhos-Punta Cana (138%) e Guarulhos-Manaus (138%).

Sul: ofertas acrescidas em 62% e 11 novos mercados atendidos: Porto Alegre-Recife, Maceió-Porto Alegre, Guarulhos-Pelotas, Florianópolis-Salvador, Florianópolis-Santos Dumont, Florianópolis-Goiânia, Curitiba-Santos Dumont, Curitiba-Maceió, Confins-Florianópolis, Congonhas-Foz do Iguaçu e Buenos Aires/Aeroparque-Florianópolis. Aumentos para cidades importantes como Brasília (186%), Rio de Janeiro/RIOgaleão (135%), Salvador (153%) e Navegantes (116%).

“A malha de alta temporada da companhia é pautada pela maior demanda, típica do período de fim e início de ano, e pela expectativa de um verão ‘de verdade’ para o turismo e o lazer, dados os índices avançados da imunização em todo o País – o que, no final de 2020, não fazia parte da conjuntura da pandemia. A representatividade e o alcance das operações também se devem às decolagens para novos destinos operados pela Gol e às viagens internacionais, retomadas pela Companhia em novembro e que continuam no ano de 2022”, afirma Bruno Balan, gerente de Planejamento Estratégico de Malha Aérea da GOL.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 − 4 =