Magalu entra no mercado de desenvolvimento de games

O Magalu, empresa que está digitalizando o varejo brasileiro, faz mais um movimento no mercado de games, desta vez com o objetivo de fortalecer a indústria brasileira do setor. A companhia – que recentemente adquiriu os portais de conteúdo Jovem Nerd e Canaltech, e está em processo de finalização da compra do e-commerce KaBuM! – lançou nesta quarta-feira (17) uma chamada pública de apoio financeiro e de mentoria a estúdios desenvolvedores de jogos eletrônicos. A iniciativa acontece em parceria com o BIG Festival, maior evento de games da América Latina.

O projeto apoiará o desenvolvimento de jogos hipercasuais (do tipo passatempo) prontos ou ainda em processo de criação. Serão destinados R$100 mil para três projetos selecionados. “O mercado gamer é enorme e cresce muito ano após ano, no Brasil e no mundo”, afirma Thiago Catoto, diretor do Luizalabs.. “Acreditamos que o país tem grande potencial não só como consumidor, mas como indústria produtora de games. Queremos impulsionar esses negócios e aproveitar as várias congruências que eles têm com o ecossistema Magalu.” Atualmente, há cerca de 95 milhões de brasileiros adeptos de jogos eletrônicos, segundo a consultoria de e-sports BBL

Com a ação inédita, o Magalu Games – braço da empresa no setor — inicialmente atuará com um modelo novo de publishing, criando jogos e promovendo esses games principalmente para os usuários de seu SuperApp — que alcançou a marca de 37,9 milhões de usuários ativos. Além de investir no desenvolvimento de demos, a companhia também colocará à disposição dos estúdios todo o seu ecossistema de empresas e plataformas – como o Magalu Ads, de marketing digital, e o Jovem Nerd, canal de produção de conteúdo.

Expansão

Desde que adquiriu o portal Jovem Nerd, em abril deste ano, o Magalu informou ao mercado os projetos relacionados à propriedade intelectual da plataforma, com planos para games complexos, animações, séries e até filmes. Ao mesmo tempo em que desenha esses formatos, o Magalu trabalha outras frentes no mercado brasileiro de games, com o objetivo de envolver a comunidade acadêmica nos projetos.

A médio e a longo prazos, o Magalu Games integrará os jogos lançados ao SuperApp da companhia, com o objetivo de ampliar o alcance e aumentar o tempo de uso e a recorrência do aplicativo. A ideia é oferecer benefícios aos clientes por meio da integração com programas e produtos já existentes no ecossistema Magalu, como programas de cashback dentro dos games, entre outros.

Com a compra do KaBuM!, o Magalu reforçou seu sortimento de produtos, principalmente da categoria de equipamentos de tecnologia, e também reforçou a posição no mercado gamer, que cresce exponencialmente no mundo e no Brasil. De acordo com estudo da consultoria Accenture, a indústria mundial de games atingirá 300 bilhões de dólares ao final de 2021, receita maior que a dos setores de música e filmes somados.

O KaBuM! é um dos precursores em esportes eletrônicos no Brasil. Criou uma das maiores equipes de League of Legends do país, a KaBuM! Esportes, tetracampeã nacional e a primeira representante brasileira no campeonato mundial. A KaBuM! Esportes apoia também outras modalidades de e-sports, como Counter Strike, FIFA e Free Fire. Ao mesmo tempo, desde junho deste ano, a união da NSE, braço de e-sports da Netshoes, com a e-Flix, empresa que faz gestão desse segmento no e-commerce, deu origem a uma nova equipe de jogos eletrônicos competitivos: a Netshoes Miners.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 − 5 =