Neste mês, a Toyota celebra um dos marcos mais importantes de sua agenda de compromissos em prol da descarbonização da mobilidade no País, ao completar exatos dois anos do início da comercialização do primeiro veículo híbrido flex do mundo – o Corolla sedã. Neste período de vendas, somando a entrada do SUV Corolla Cross híbrido flex ao portfólio eletrificado, em março deste ano, foram mais de 25 mil unidades comercializadas.

O número registrado é superior às previsões iniciais da Toyota, que projetava um mix entre 15% e 20% para suas versões híbridas e hoje está em 22%. O Corolla Cross híbrido flex, por exemplo, no acumulado do ano, representa 32% do total de vendas do SUV, sendo ele atualmente o veículo eletrificado mais vendido do Brasil.

O total de vendas de veículos híbridos flex comercializados pela Toyota ajudou a evitar que, aproximadamente, 5.870 toneladas de CO² fossem emitidas na atmosfera nos últimos 24 meses. Considerando o portfólio completo de veículos eletrificados da fabricante (que incluem os modelos RAV4, Prius e Lexus). O número chega a 13.500 toneladas de CO².

O valor de referência foi extraído do relatório de emissões veiculares do Estado de São Paulo, emitido pela Cetesb, que considera o seguinte cenário: porcentagem de consumo de gasolina utilizada pelos proprietários/usuários de veículos flex (que é igual a 40%) e quilometragem média anual percorrida por eles (de cerca de 13.000 km a 14.000 km por ano).

Além de estratégia comercial condizente com a crescente demanda por eletrificados no mercado doméstico, a oferta destes modelos olha o longo prazo, reafirmando um dos compromissos primordiais da fabricante na busca pela redução de CO² proveniente de sua frota comercializada por aqui, até chegar ao nível zero, em 2050.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 + quinze =