A Avenida Adhemar de Barros, em Ondina, está de cara nova após a conclusão da primeira etapa das obras de requalificação realizadas pela Prefeitura. Além de proporcionar melhorias urbanísticas, a iniciativa no local trouxe o conceito de Ruas Completas – similar ao implantado na Rua Miguel Calmon (Comércio) – promovendo mais segurança e conforto a pedestres e ciclistas, através da distribuição democrática do espaço viário. As intervenções foram entregues pelo prefeito Bruno Reis nesta terça-feira (26), em cerimônia que contou com a presença de lideranças comunitárias e gestores municipais.

Desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto de requalificação trouxe mudanças significativas para quem trafega pela via, que possui forte atividade comercial, além de conexão com a Avenida Anita Garibaldi e com a orla de Ondina. A primeira etapa das obras teve duração de oito meses e compreendeu um trecho de 1,2 km de extensão, entre o monumento Meninas do Brasil (conhecido com as Gordinhas de Ondina) e o campus da Universidade Federal da Bahia (Ufba). O investimento foi de mais de R$12 milhões.

“A requalificação dessa avenida é um sonho antigo de todos os moradores do entorno. Essa via sofria muito com os alagamentos e precisou passar por uma grande intervenção de drenagem. Além disso, foram implantados novo paisagismo, pista de cooper, pavimento, iluminação em LED, meio-fio em granito”, destacou o prefeito, ressaltando que as últimas chuvas que caíram na cidade não provocaram transtornos na localidade.

O chefe do Executivo municipal lembrou dos projetos realizados na região para melhoria da infraestrutura e da qualidade de vida de quem vive ou passa pela região. “ A Avenida Garibaldi foi toda recuperada, a Rua Sabino Silva está em obras. Caso seja possível ter o Carnaval, estaremos preparados, com toda essa área preparada e requalificada”, acrescentou.

As intervenções foram entregues pelo prefeito Bruno Reis nesta terça-feira (Fotos: Betto Jr./Secom)

Melhorias

Os passeios da Avenida Adhemar de Barros foram revitalizados, oferecendo mais segurança e acessibilidade para o deslocamento dos transeuntes, inclusive pessoas com deficiência e dificuldades de locomoção. A via também ganhou 480 metros de ciclovia no canteiro central, incentivando à prática do ciclismo. Além disso, a arborização do local foi reforçada com o plantio de novas árvores, a iluminação pública foi modernizada com a instalação de 52 novos postes e luminárias em LED – dispositivos mais eficientes e econômicos.

Também foram disponibilizadas vagas de estacionamento ao longo de toda a extensão do canteiro, em ambos os lados, e instalados mobiliários, como lixeiras, bancos em madeira maciça, assim como equipamentos de ginástica para prática de alongamentos e atividades físicas.

“A partir do conceito Ruas Completas garantimos a sustentabilidade do lugar, reduzindo o efeito da liberação de gás carbônico, além de criar áreas de caminhada, fazer ordenamento, integrando e democratizando o espaço público, como já fizemos na Sabino Silva, Miguel Calmon e no Curuzu, além do que está sendo realizado na Dom João VI”, destacou a presidente da FMLF, Tânia Scofield.

Estátuas

A requalificação da Adhemar de Barros envolveu, ainda, um dos seus principais símbolos: o monumento Meninas do Brasil, conhecido como as Gordinhas de Ondina. Todo o conjunto artístico foi completamente revitalizado, num trabalho conduzido pelo Studio Argolo – empresa com ampla expertise no restauro de monumentos históricos.

A ação nas estátuas envolveu limpeza, emassamento, obturação de lacunas e remoção de pichações e cartazes provenientes de ações de vandalismo. As esculturas tiveram a pintura, em tom grafite, refeita. Os serviços duraram cerca de uma semana e foram realizados no próprio canteiro da via, onde as Gordinhas estão situadas. Criado em 2004 pela artista plástica Eliana Kertész (1945-2017), o monumento é composto por três esculturas fundidas em bronze sobre base de concreto, com medidas de três metros de altura cada.

As estátuas fazem homenagem às três raças matrizes do Brasil: a Negra, a Branca e a Índia (cujos nomes são Damiana, Mariana e Catarina, respectivamente). Cada uma delas está apontada para seu lugar de origem: Damiana contempla o mar em direção à África, Mariana vislumbra Portugal e Catarina para o continente da América.

O comerciante Luís Fernando Brito, conhecido como Lula do Coco, de 63 anos, mora e trabalha há três décadas na região. Ele ficou entusiasmado com a transformação ocorrida no local. “Havia sérios problemas de alagamentos e, com o problema resolvido, as pessoas voltarão a circular por aqui, coisa que não acontecia de forma constante. Todo esse canteiro era uma área subutilizada e agora é possível passear a pé, de bicicleta e garantir um espaço para a diversão das famílias”, comemorou.

Adoção

Durante a entrega da primeira da requalificação da Adhemar de Barros, o prefeito anunciou que o trecho do canteiro central da Avenida Adhemar de Barros será adotado pelo diretor médico do Image Memorial, César Araújo. A iniciativa é coordenada pelo Verde Perto, da Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis), sendo voltada para pessoas físicas quanto jurídicas que buscam contribuir junto ao poder público municipal com ações de conservação em áreas como largos, canteiros e praças. Dessa forma, o requerente se torna corresponsável pela manutenção do espaço público.

Segunda etapa

Ainda na ocasião, Bruno Reis assinou a ordem de serviço para a continuidade das obras na Adhemar de Barros. A iniciativa alcançará trecho de 700 metros, seguindo do campus da Ufba até o monumento Clériston Andrade, na Garibaldi. O investimento é no valor de R$6,2 milhões.

“A conclusão da obra vai ajudar ainda a resolver os alagamentos da Garibaldi, sendo mais uma grande obra de drenagem na cidade, como parte de nosso trabalho de enfrentamento à chuva. Iremos rebaixar toda a fiação, resolvendo um dos principais problemas das grandes cidades, que é o excesso de fiação nos postes”, explicou Bruno Reis.

O tempo de execução é de seis meses. As obras serão executadas pela Liga Engenharia, vencedora da licitação. Os serviços envolvem pavimentação, drenagem, instalação de iluminação em LED, paisagismo, recuperação dos passeios em concreto, implantação de ciclofaixa, elementos de acessibilidade e rebaixamento das redes de telecomunicações.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × três =