Petrobras anunciou nesta quinta-feira (14) que o consórcio formado pela Aguila Energia e Participações Ltda e pela Infra Construtora e Serviços Ltda ofereceu US$1,5 bilhão (cerca de R$8,3 bilhões) para a aquisição dos campos de produção terrestres, localizados na Bacia do Recôncavo e Tucano, na Bahia, denominados conjuntamente de Polo Bahia Terra.

A diretoria executiva da companhia aprovou o início da fase de negociação. “A companhia esclarece que a celebração da transação dependerá do resultado das negociações, bem como das aprovações corporativas necessárias. A Petrobras reforça o seu compromisso com a ampla transparência de seus projetos de desinvestimento e de gestão de seu portfólio e informa que as etapas subsequentes do projeto serão divulgadas tempestivamente”, diz a estatal.

O Polo Bahia Terra compreende 28 concessões de produção terrestres, localizadas em diferentes municípios da Bahia e acesso à infraestrutura de processamento, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

A produção média do polo em janeiro e fevereiro de 2021 foi de cerca de 13,5 mil barris de óleo por dia e 660 mil m³/dia de gás, segundo informações publicadas pela petroleira anteriormente. A Petrobras é a operadora nesses campos, com 100% de participação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 3 =