Comitiva do governo baiano encerra missão em Portugal e França

Missão internacional liderada por JoãoLleão (no centro) passou de 14 dias em Portugal e na França (Foto: Seplan)

Em Paris, neste sábado (30), após reunião com Emmanuel Legrand, diretor comercial do grupo francês Egis, líder mundial na área de concessão e operação de rodovias com pedágio, que emprega 15,8 mil colaboradores no mundo, a comitiva do Governo do Estado liderada pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, voltou ao “Salon Du Chocolat”, onde se reuniu com Messieur Bonnat, reconhecido como um dos maiores chocolatiers do mundo, que produz, com cacau da Bahia, o premiado “Chocolate Bonnat”. Este último compromisso, voltado à ampliação do comércio do chocolate baiano com produtores europeus, marcou o encerramento da missão internacional de 14 dias por Portugal e França, após uma extensa agenda de 28 compromissos destinados à ampliação da relação comercial com estes países.

O Grupo Egis manifestou interesse por investir em infraestrutura de transportes no estado, quando esteve reunido com o vice-governador na Bahia em janeiro deste ano. “Saímos desta missão com a certeza de que a Bahia foi bem representada aqui na Europa. Posso afirmar que apresentamos aqui o que nosso estado tem de melhor e pela qualidade da recepção e do diálogo estabelecido durante esses dias, seguramente novos negócios irão surgir entre a Bahia e empresários portugueses e franceses, fortalecendo a cooperação tecnológica e comercial com estes países, o que será bom para todas as partes”, avaliou João Leão.

Como saldo da iniciativa, foram firmados memorandos de entendimento e acordos de cooperação com cinco grupos empresariais e órgão oficiais de governo dos países visitados. Em decorrência dos esforços para atração de investimentos, ao menos cinco destes grupos manifestaram interesse em visitar a Bahia para conferir de perto as oportunidades do estado, sobretudo nos segmentos da vitivinicultura e turismo.

O secretário da Agricultura da Bahia, João Carlos Oliveira, falou sobre a expectativa com relação ao mercado europeu. “A missão baiana, chefiada pelo vice-governador João Leão, abriu caminhos para futuras parcerias em diversos campos. No que tange à agricultura, retornamos ao nosso estado muito satisfeitos, pois construímos uma agenda positiva para ser desenvolvida em setores variados: cacau e chocolate, uva, vinhos e espumantes, dentre outros. A Europa ainda tem muito espaço a ser conquistado pelos produtos baianos e já estamos trabalhando forte para isso”.

A produtividade da agenda foi ressaltada pelo presidente da Frente Parlamentar do Setor Produtivo, o deputado estadual Eduardo Salles. “Fui presidente da Câmara Portuguesa de Comércio e já participei de diversas missões a Portugal, mas, sem dúvida, essa foi a mais produtiva. Foi uma grande oportunidade de estabelecer parcerias, tanto com Portugal quanto com a França e que trarão frutos para a agropecuária baiana de curto a médio prazo. Estou muito satisfeito com os encaminhamentos que conseguimos estabelecer”.

O turismo teve grande destaque durante a missão. O segmento esteve em pauta na agenda da comitiva desde o aprendizado com a consolidada atividade do enoturismo nos países visitados, passando pela promoção do destino Bahia durante os eventos “Portugal descobrindo a Bahia do futuro” e no próprio “Salon du Chocolat”, até o encaminhamento de um acordo de cooperação com o Ministério do Turismo português, que visa a troca de experiências no Turismo, Hotelaria e Mercado Imobiliário, além de intercâmbio acadêmico de ensino, pesquisa e inovação entre as universidades portuguesas e baianas. Soma-se a estas agendas a consolidação do investimento do grupo português, proprietário do Hotel no Convento do Espinheiro, em Évora, que irá implantar uma unidade em Salvador, no antigo Convento do Carmo.

“Essa foi uma viagem muito produtiva na troca de experiências no turismo. Portugueses e franceses receberam informações sobre as potencialidades dos destinos baianos e as oportunidades de negócios, além das intervenções do Governo do Estado para impulsionar as atividades do setor. Em contrapartida, conhecemos iniciativas de sucesso, em Portugal e na França, nos segmentos do enoturismo, da gastronomia e de serviços para os visitantes, que pretendemos implantar na Bahia”, destacou Maurício Bacelar, secretário estadual do Turismo.

Trabalho

A passagem por Portugal e pela França foi uma oportunidade de troca de experiências e prospecção de novas parcerias, de acordo com Davidson Magalhães, secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, que explicou as atividades inerentes à pasta durante a missão. “Apresentamos o potencial econômico do estado a possíveis investidores, com destaque para as políticas públicas de acesso ao mundo do trabalho, fomento a arranjos produtivos coletivos e incentivo ao empreendedorismo. No Salão Internacional do Chocolate de Paris, buscamos atrair investimentos para dinamizar a produção baiana de chocolates, que tem crescido na região sul”.

Salon du Chocolat

Maior evento mundial dedicado ao chocolate e ao cacau, a edição de 2021 do “Salon du Chocolat”, que iniciou no dia 28 e segue até a próxima segunda-feira (01), reuniu os mais importantes chocolatiers do mundo, em Paris. As informações a cerca da produção baiana de chocolate e cacau estiveram expostas no estande “Cacau e chocolate do Brasil”. O evento serviu ainda como uma vitrine para o turismo voltado à cultura do cacau e do chocolate, uma das apostas do Governo do Estado e produtores baianos para potencializar a economia da região cacaueira.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − 13 =