A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) realizou em outubro a inserção de 15 mil alevinos de espécie nativa nos rios Grande e de Ondas e no ribeirão Boa Sorte, no município baiano de Barreiras. A ação ocorreu em parceria com a Prefeitura Municipal de Barreiras, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Os alevinos foram produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique, vinculado à 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa (BA). Os peixes empregados na ação são da espécie piau verdadeiro, encontrada naturalmente nos três rios.

“Esse trabalho realizado pela Codevasf faz parte do programa de revitalização das bacias do rio Grande e afluentes do rio São Francisco. Estamos com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade fazendo a revitalização do rio de Ondas e a soltura desses alevinos com o objetivo principal de repovoamento dos rios e reintegração da nossa bacia com peixes nativos”, afirma Walkyria Pignata, técnica do Escritório da Codevasf em Barreiras.

Cinco mil alevinos foram soltos no rio de Ondas, na Fundação Mundo Lindo. “Além das funções econômicas e sociais, essa ação representa, também, uma ação educativa. É uma prática que interfere positivamente na vida de todos os moradores”, avalia o presidente da Fundação, Deusdete Souza Santiago.

No rio Ribeirão Boa Sorte, a soltura de três mil alevinos foi acompanhada por moradores da comunidade e pelo presidente da Associação dos Produtores Rurais da Mantiqueira, José Adivan. “Além do cunho ambiental e social, essa ação tem um cunho econômico, porque favorece as comunidades ribeirinhas que vivem da pesca ou que complementam sua renda com a pesca. Outras espécies, como curimatã e pacamã, estão em produção, e, assim que estiverem aptas, faremos novamente esse procedimento de manejo e repovoamento dos rios”, diz Demósthenes Junior, secretário de Meio ambiente e Sustentabilidade de Barreiras e presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

sete − 1 =