A empresa Intermarítima Portos e Logística venceu o leilão de arrendamento do terminal para armazenagem de carga geral do Porto de Salvador (BA). Serão investidos R$ 17,73 milhões na modernização das instalações e na operação. O certame, realizado pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra), por meio da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), ocorreu nesta sexta-feira (13) na B3, em São Paulo (SP). A empresa venceu a disputa com outras duas concorrentes – Wilson Sons Terminais e Logística e Martins Medeiros Operações Portuárias e Logística – com uma oferta de R$ 32 milhões de outorga.

No caso da área da capital baiana, houve ofertas de três empresas diferentes. Somados outorgas e investimentos previstos, o valor total ficou em R$ 49 milhões, muito próximo do total das despesas operacionais da Companhia de Docas da Bahia (Codeba).

O porto desempenha um papel decisivo para a economia baiana. Ele se destaca na movimentação de contêineres, cargas gerais, trigo, celulose e frutas. Entre 2012 e 2017, as movimentações de carga geral tiveram um aumento de 90% em seus volumes, foram 394 mil toneladas em 2017. Esse número deve melhorar ainda mais com a concessão do terminal.

“Temos a expectativa de que o terminal alcance ao final do contrato a capacidade estática de 128,6 mil toneladas ano”, disse o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do MInfra, Diogo Piloni.

Atualmente, do total produzido pelo estado da Bahia com destino à exportação, 65% dos volumes são enviados por meio do Complexo Portuário de Salvador e Aratu-Candeias, sendo que o estado tem um forte perfil industrial, principalmente em função do Polo Petroquímico de Camaçari.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + 19 =