O refinanciamento de imóvel, que também é conhecido como home equity, é uma modalidade de empréstimo com garantia. Como funciona? Você coloca um terreno, casa, apartamento ou prédio comercial como garantia de pagamento das parcelas.

Na CashMe, que é uma fintech especialista, você contrata este serviço com uma taxa de juros muito menor e com maior prazo para pagamento. O dinheiro não vem com restrição de uso, e por isso é possível investir em viagens, obras e reformas em casa, quitar outras dívidas que estejam em aberto ou investir em seu próprio negócio, como no leasing.

O que é um refinanciamento de imóvel?

A instituição financeira vai oferecer as melhores condições para o pagamento do empréstimo, porque entende que este se trata de um processo seguro, já que o cliente vai colocar seu imóvel como garantia de pagamento. Esse processo é conhecido como alienação fiduciária ou home equity.

O home equity é a opção mais barata de crédito existente no mercado e o limite liberado pelo refinanciamento pode chegar a até 50% do valor da garantia. Por exemplo, se você possui um imóvel que tem o valor de mercado em R$300 mil e pretende usá-lo como garantia para o empréstimo, é bem possível que consiga a liberação de até R$150 mil.

Outra vantagem que esta modalidade oferece é a facilitação para o pagamento, que pode acontecer em parcelas que variam de 2 a 20 anos. As taxas de juros são cobradas a partir de 1,05% mensal em cima do valor da parcela, corrigindo de acordo com a inflação.

Em outras palavras, o seu imóvel ficará como um “seguro” para o banco, caso não haja o pagamento do empréstimo, a instituição tem liberdade para tomar a garantia e leiloá-la para quitar a dívida.

O empréstimo com garantia de imóvel, é vantajoso para quem precisa de muito dinheiro – seja para investir em algo ou pagar dívidas – rapidamente.

Veja a seguir, uma descrição das etapas do processo:

  • ANÁLISE DE CRÉDITO: a instituição financeira vai realizar uma análise para verificar a renda fixa mensal do cliente. O crédito solicitado dependerá também dessa comprovação financeira.
  • ANÁLISE JURÍDICA: antes de aceitar o imóvel como garantia, será feita uma checagem jurídica para saber qual é a sua situação legal, caso haja alguma pendência judicial, o processo não seguirá em frente.
  • ANÁLISE DO IMÓVEL: após verificar a comprovação de renda do cliente e se está tudo certo com o imóvel, a instituição vai avaliar quanto o bem vale no mercado, para determinar o valor do capital que será levantado.
  • EMISSÃO E ASSINATURA DO CONTRATO: por fim, a instituição vai liberar um contrato que será avaliado pelo cliente, com a proposta e a descrição do acordo que deverá ser feito. Se as duas partes concordarem, o contrato será assinado, e posteriormente, registrado em cartório para que haja a liberação do crédito.

Quem pode solicitar o refinanciamento de imóvel? Veja o perfil do empréstimo com garantia

O empréstimo com garantia de imóvel é uma modalidade democrática e sem burocracia. Qualquer pessoa pode solicitar este tipo de crédito, basta ter um imóvel em seu nome. Entretanto, se você optar por fazer a aplicação em um banco, a parcela ficará restrita ao limite de 30% da renda líquida.

Você tem dívidas, está na situação de inadimplência ou tem restrição no nome?

Não se preocupe, ainda assim é possível solicitar este tipo de empréstimo. E inclusive, se a sua intenção é usar o dinheiro para pagar todas as suas contas em aberto, a vantagem é que vai conseguir limpar seu nome rapidamente e terá apenas a parcela do empréstimo para dar conta. Lembrando que o pagamento é facilitado e tem as menores taxas de juros do mercado.

O refinanciamento de imóvel é a melhor solução para se livrar dos juros abusivos de contas atrasadas, investir no próprio negócio ou até realizar um sonho de viajar para o exterior.

Se oferecer o imóvel como garantia, poderei vender ou alugar?

O imóvel continua sendo seu, mesmo sendo oferecido em um processo de empréstimo com garantia. É possível usá-lo da forma que quiser ou até alugar o espaço, mesmo antes de pagar totalmente a dívida. Mas, se decidir vendê-lo é preciso quitar o valor do crédito ou o novo dono do imóvel terá que assumir as parcelas que ainda faltam.

Posso perder meu imóvel?

Isso só vai acontecer, caso não aconteça o pagamento do empréstimo com garantia, ao entrar em situação de inadimplência e não houver um acordo entre o cliente e a instituição financeira. Mas, este resultado não é do interesse da credora, pois se trata de um procedimento muito burocrático e custoso. Por isso, antes de tomar o bem, serão realizadas negociações para chegar a um novo acordo que seja bom para os dois lados.

O que acontece com imóvel tomado?

O bem vai parar em leilão, o valor arrecadado na compra será utilizado para amortizar a dívida pendente do empréstimo e o restante vai para o proprietário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois + dezoito =