Programa ‘Morar Melhor’ reforma mais 149 casas no bairro do IAPI

A intervenção foi entregue pelo prefeito Bruno Reis nesta terça-feira (Foto: Betto Jr./Secom)

O bairro do IAPI voltou a ser contemplado com o programa Morar Melhor. Desta vez, a iniciativa alcançou a localidade de Nova Divinéia com a reforma de 149 moradias que estavam em situação precária e que agora oferecem aos moradores mais dignidade e conforto. A intervenção foi entregue pelo prefeito Bruno Reis nesta terça-feira (6), durante solenidade simbólica, ao lado da vice-prefeita Ana Paula Matos e do titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luiz Carlos de Souza.

O prefeito lembrou que o IAPI foi beneficiado em todas as três etapas do Morar Melhor. Só nessa poligonal, as melhorias habitacionais já aconteceram em 678 residências – a última entrega havia ocorrido em maio passado, com a conclusão de 102 casas na comunidade do Milho.

“Num período chuvoso como esse, muitas casas sofriam com infiltrações e com a insalubridade. Esse programa consegue chegar no centro da família. Efetivamente, não há nada mais importante para o ser humano do que seu próprio lar. As reformas que são feitas, portanto, interferem diretamente na qualidade de vida das pessoas”, disse Bruno Reis.

Ele acrescentou, ainda, que o Morar Melhor se tornou um verdadeiro case de sucesso ao realizar intervenções nas residências de baixo padrão construtivo, através da recuperação de componentes estéticos internos e externos. Não à toa que autoridades políticas de diversas partes do Brasil já vieram à capital baiana conhecer a iniciativa.

Sonho realizado

Moradora da Nova Divinéia há mais de duas décadas, a aposentada Neusa da Cruz das Virgens, 65 anos, revela que nunca imaginou que veria toda sua casa reformada, sem custos.

“Como eu venho me tratando de um câncer de mama, ou eu bem cuidava da saúde ou da obra da casa. Aqui precisava de reboco, piso, apareceu infiltração no banheiro após o cano quebrar. Cheguei a fazer um orçamento e o pedreiro me cobrou R$1 mil, fora o material. Mas eu tinha gastos com remédio e com o tratamento. Então, não tinha como juntar nada de dinheiro”, confessou.

Neusa admitiu que tinha ouvido falar do Morar Melhor, mas não tinha esperança de que o programa acontecesse na comunidade. “Fiquei muito feliz quando me falaram que a minha casa seria modelo. Hoje estou realizada”, festejou.

Funcionamento

A definição dos serviços nos imóveis beneficiados com o Morar Melhor é feita ainda na fase de cadastramento, em conjunto com o morador, observando também critérios técnicos. As intervenções englobam pintura e reboco, troca de janelas e portas, substituição de vasos sanitários e pias, recuperação ou troca de telhado.

Todas as obras são fiscalizadas durante a execução e após a conclusão. O limite de investimento para cada imóvel é de até R$7 mil.

Em quase seis anos de existência, o programa já beneficiou 33 mil casas em mais de 150 localidades de Salvador. Outras seis mil unidades habitacionais estão cadastradas para receber a iniciativa, segundo a Seinfra.

Alguns critérios são avaliados para a escolha das regiões, como precariedade dos bairros (baseado em dados de IBGE), além de maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento, de pessoas abaixo da linha de pobreza ou de mulheres chefes de família. Não são contemplados imóveis em situação de risco cadastrados pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), imóveis de aluguel e famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos.

1 COMENTÁRIO

  1. Salvador Bahia porque o valor das portas e de vazos são bem mais caros que nos depósitos daqui da minha rua i porque tem que descontar a mão de obra desses r$ 7mil ?o governo já não pagou a mão de obra para a empresa não?Por esses fatos Será que tá sendo fiscalizado direito?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze − seis =