Líder na intermediação de viagens rodoviárias no Brasil, a startup Buser completa 4, turbinando sua operação e confiante na retomada do turismo com o controle gradual da epidemia. Prestes a atingir a marca de 4 milhões de passageiros cadastrados e presente em cerca de 450 cidades, a plataforma tem planos arrojados até o início de 2022: a ideia é chegar a todos os estados brasileiros, criando 10 mil trechos e conectando 1.000 cidades, sendo 400 no modelo de fretamento e 800 no modelo de marketplace.

Esse crescimento está ancorado no aporte concluído no mês passado. Na rodada série C, liderada pela pelo fundo de impacto social LGT Lightrock, a Buser levantou R$ 700 milhões. E no ciclo dos próximos dois anos irá investir R$ 1 bi no país, que serão usados principalmente para o processo de expansão. A expectativa, em termos de receita (ou GMV, a métrica usada pelas startups), é crescer 10 vezes até o final de 2022.

“Apesar de todo o cuidado com a retomada do turismo, pois sabemos que tudo depende da vacinação em massa, estamos animados com o que vem por aí. Junho foi o quarto melhor mês da história da Buser, inclusive com um fluxo de caixa positivo. Estamos nos preparando para que a operação atenda a maior parte dos desejos dos brasileiros e as pessoas consigam viajar”, afirma Marcelo Abritta, fundador e CEO da Buser.

“Batalha de rotas”

Para escolher as cidades prioritárias durante o processo de expansão, a Buser considera uma série de fatores, como demanda reprimida por região e estudos de viabilidade. Mas dessa vez, a startup usou também as redes sociais para ajudar no processo. Ao criar uma ação batizada de “Batalha de Rotas”, ela pediu ajuda às centenas de milhares de seguidores em suas redes sociais para escolher, entre uma lista de destinos pré-selecionados, as próximas rotas a serem lançadas pela Buser, no modelo de fretamento colaborativo.

Na primeira etapa foram escolhidas as seguintes rotas, que já estão em operação: Sorocaba – São Paulo; Sete Lagoas – Belo Horizonte; Macaé – Rio de Janeiro. Em apenas 4 dias de lançamento, as rotas São Paulo – Sorocaba e Belo Horizonte – Sete Lagoas já têm centenas de reservas. Estão em votação agora outras seis rotas, das quais sairão mais três conexões.

A empresa também está estreando operação no estado do Piauí, além de abrir várias outras rotas de movimento no Sul e Sudeste do Brasil, como Atibaia – São Paulo; Bragança Paulista – São Paulo; Joinville – Florianópolis; Blumenau – Florianópolis; Itajaí – Florianópolis – Balneário Camboriú – Florianópolis; Blumenau – Joinville; Belo Horizonte – Ouro Preto; Rio das Ostras – Rio de Janeiro e Goiânia – Brasília

Além das rotas

O crescimento da Buser passa pelo lançamento de novas rotas – o que envolve vários outros itens, como instalação de pontos de embarque e desembarque, além de procedimentos de segurança e educação aos futuros usuários -, mas também inclui alto investimento em novos negócios.

Famosa por conectar viajantes a empresas pequenas e médias de transporte rodoviário, no formato de fretamento colaborativo – por meio do qual os viajantes dividem a conta final do frete -, a plataforma passou a focar, nos últimos meses, na ampliação de seu portfólio de serviços, entrando em novos segmentos, como marketplace em parceria com grandes viações e transporte de cargas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × três =