Pernambucanas vai abrir seis lojas na Bahia até o final do ano

O plano de expansão da companhia prevê, até dezembro, a inauguração de outras 42 unidades pelo país

A Pernambucanas – uma das mais antigas e tradicionais redes de varejo do país – está retornando ao mercado da Bahia. Até o final deste ano, a companhia irá abrir três lojas em Salvador e outras três localizadas nos municípios de Teixeira de Freitas, Eunápolis e Vitória da Conquista. A primeira unidade na capital baiana será inaugurada no próxima sábado (26),  no Shopping Bela Vista.

Para marcar o aquecimento da inauguração no Shopping Bela Vista, os baianos poderão conferir uma nova experiência de compra com o Caminhão Pernambucanas. Localizado no conhecido Camarote de Salvador, onde são realizados os circuitos de Carnaval, o Caminhão será como uma grande degustação dos produtos e serviços financeiros da marca e estará entre os dias 19 e 27/6, das 8h às 20h.

O local apresenta e comercializa, de forma online, todas as categorias presentes nas lojas físicas, que vão desde peças de vestuário feminino, masculino e infantil, itens do segmento de lar como cama, mesa e banho, telefonia e beleza.

A fim de garantir a segurança de todos e em conformidade com as medidas sanitárias recomendadas pelos órgãos oficiais, o caminhão também segue todas as recomendações dos órgãos de saúde com um rigoroso protocolo de segurança que protege a saúde de clientes e colaboradores.

Expansão

O plano de expansão da companhia prevê, até dezembro, a inauguração de outras 36 unidades pelo país, principalmentes nas regiões Norte e Nordeste, num investimento da ordem de R$ 170 milhões.

O plano de expansão da companhia nas regiões Norte e Nordeste terá o pontapé inicial nesta terça (22)  com a inauguração de uma loja em Gurupi, no Tocantins. Até dezembro, estão programadas mais duas lojas no estado, em Araguaína e na capital Palmas. Depois da Bahia e de Tocantins, a companhia avalia Amazonas e Sergipe, além da possibilidade de criar um centro de distribuição no Nordeste. Também tem planos de chegar a Pernambuco em 2022.

Em entrevista ao jornal o Estado de S.Paulo, o presidente da varejista, Sérgio Borriello, diz que investir em momentos de crise é bem mais vantajoso do que em períodos de bonança. Isso porque os custos de aluguel e outras despesas para se estabelecer em novas praças geralmente são menores. “O contrafluxo do investimento é importante para determinar o seu retorno”, explicou ele.

Referência no varejo nacional, constituída em 1908, a Pernambucanas conta com cerca de 14 mil colaboradores e está presente em dez estados brasileiros e no Distrito Federal. No ano passado, inaugurou 38 unidades, alcançando a marca de mais de 400 lojas no Brasil. No ano passado, a empresa obteve uma receita de pouco mais de R$ 3,716 bilhões, contra R$ 4,168 bilhões do exercício anterior.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × dois =