A Vestas fechou novo acordo com a Omega Energia para o empreendimento de 212 MW Assuruá 4, localizado nas cidades de Gentio do Ouro e Xique-Xique, na Bahia. O pedido inclui 47 turbinas eólicas V150-4.2 MW entregues em 4.5 MW Power Optimized Mode, bem como um contrato de serviço de 10 anos Active Output Management 5000 (AOM 5000), otimizando a produção de energia durante a vida do projeto.

Com este projeto, a Vestas ultrapassa a marca de 5 GW de entrada de pedidos no Brasil para os aerogeradores V150 na classificação padrão de 4,2 MW e modos otimizados de energia de 4,5 MW . A marca é alcançada um ano e meio depois que a variante da turbina começou a ser produzida no país. A turbina eólica V150-4.2 MW foi lançada em 2017 e desde então garantiu uma entrada de pedidos globais de mais de 14 GW, tornando-a uma das variantes de turbina eólica de maior sucesso na indústria.

As turbinas eólicas são produzidas localmente de acordo com as regras Finame do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), gerando empregos e expandindo a indústria de energia eólica no Brasil e apoiando a iniciativa do governo de promover energias renováveis ​​e uma matriz energética mais sustentável.

“A Omega é um player líder no mercado brasileiro, e temos certeza de que a confiabilidade e competitividade da turbina V150-4.2 MW combinada com o contrato de serviço de 10 anos, fornecerá ao nosso parceiro certeza de longo prazo para seu primeiro projeto greenfield em Bahia”, afirma Eduardo Ricotta, presidente da Vestas América Latina. “Estamos muito orgulhosos de alcançar este marco de 5 GW, consolidando a V150-4,2 MW como o modelo de turbina mais vendido de todos os tempos no Brasil. Isso mostra a excelente adequação da turbina às condições de vento do Brasil e seu custo nivelado de energia incomparável ”.

Tradição

“A Omega vem implementando excelentes projetos de energia renovável nos últimos 12 anos, com foco especial na energia eólica. Nossos projetos têm sido listados como alguns dos melhores do Brasil, mês após mês. A implantação do projeto Assuruá 4, na Bahia, manterá essa tradição, contando agora com a confiabilidade da Vestas como nosso fornecedor de turbinas. Essa aliança vai levar energia renovável aos consumidores a custos muito competitivos, ao mesmo tempo em que traz desenvolvimento econômico e social para o interior baiano” , afirma Rogério Zampronha, CEO da Omega Desenvolvimento.

A entrega dos aerogeradores está prevista para o segundo semestre de 2022, com comissionamento previsto para o primeiro trimestre de 2023.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez − 10 =