A Vanádio de Maracás – do grupo canadense Largo Resources e única mineradora de vanádio das Américas – registrou um desempenho excepcional em 2020. A companhia encerrou o ano com uma produção recorde de 11.825 toneladas de pentóxido de vanádio, num acréscimo de 12% em relação a 2019. Para completar, obteve um lucro líquido de R$35,286 milhões, ante R$1,024 milhão de 2019.

O ano de 2020 também foi marcado pelo início da construção da planta de V2O3, que irá permitir a companhia produzir um novo mineral de vanádio, o V2O3 – um produto que tem um grau de pureza mais elevado e bastante demandado pela indústria aeroespacial e na produção de baterias.

“A unidade para produção de V2O3 será fundamental porque a companhia espera que 70% das suas vendas sejam de produtos com maior grau de pureza, sobre os quais é cobrado um prêmio sobre o preço normal do produto”, afirma a mineradora.

A companhia decidiu também no ano passado não renovar o contrato de exclusividade com a Glencore, que chegou ao término da sua vigência em 30 de abril. Com isso, passou a vender seu produto diretamente aos clientes finais, com a expectativa de aumentar sua margem, além de poder efetuar vendas no mercado nacional. Hoje, boa parte da produção (95%) da Vanádio é exportada.

Pandemia

A empresa destacou ainda, em seu balanço de 2020, as ações de apoio às medidas sanitárias e preventivas contra o covid-19 . A empresa investiu aproximadamente R$ 2,265 milhões em ações contra o coronavírus, com a doação de 6 mil testes rápidos, 9.360 cestas básicas, o aluguel e cessão de 4 respiradores ao hospital municipal, bem como a manutenção das despesas com profissionais da saúde na unidade básica do distrito de Porto Alegre (maio a outubro de 2020).

Além disso, doou 446 mil máscaras de proteção em TNT e deu suporte nas barreiras sanitárias de entrada e saída do município, com monitoramento dos veículos e a doação de lanche aos caminhoneiros, evitando a parada de viajantes e a disseminação do vírus na sede do município.

Com sede na Fazenda Conrado, no município baiano de Maracás, a 354 quilômetros de Salvador, a Vanádio de Maracás iniciou suas operações em 2014. O vanádio é considerado um dos metais mais nobres e fundamentais na produção de aços de alta resistência, tornando estruturas e veículos mais leves e seguros, bem como na produção de ligas especiais para a indústria aeroespacial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

oito − 6 =