A Suzano, em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), celebra a conclusão da 3ª turma de operadores de máquinas florestais na Bahia. A formatura dos 20 alunos capacitados pelo programa aconteceu na primeira quinzena de fevereiro. Foram 216 horas de capacitação, sendo 40 horas de teoria e 176 de prática operacional. As aulas teóricas aconteceram remotamente, utilizando a plataforma do Senai , e as aulas práticas ocorreram de forma presencial, realizada no módulo I em Teixeira de Freitas, cumprindo todos os protocolos de segurança na prevenção ao coronavírus.

A Suzano investe em programas de capacitação de mão de obra local para criar oportunidades de crescimento e desenvolvimento nas comunidades em que atua. O programa de formação de operadores de máquinas florestais teve início em outubro de 2020 na Bahia e já capacitou 39 operadores e 17 mecânicos. Os participantes recebem o certificado, uma bolsa auxilio, além do transporte e alimentação. Ainda no mês de fevereiro, uma nova turma foi iniciada, reforçando o compromisso da Suzano em construir uma geração de empregos locais.

“Um dos direcionadores de cultura da Suzano é que ‘Só é bom para nós se for bom para o mundo’ e essa qualificação está alinhada com esse objetivo, de desenvolvimento social das comunidades e geração trabalho e renda na região”, destaca Glauton Polite, Gerente de Colheita Florestal na Suzano.

Dos 39 operadores e 17 mecânicos formados, 16 já foram admitidos pela empresa. Entre eles, Lucas Oliveira, 26 anos, morador de Itabatã (BA), que foi o primeiro contratado do programa e hoje atua em Três Marias (MG). “Participei da primeira turma entre outubro e novembro e fui contratado no final de 2020, dia 16 de dezembro, última contratação do ano. Esperava ser contratado, mas não tão rápido. Vi uma oportunidade e decidi fazer o curso. Achei muito bacana, um curso prático, onde conseguimos aprender bastante”, afirma Lucas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

sete + 7 =