Estado investe R$131 milhões na restauração de estradas rurais

A previsão é de que os serviços sejam finalizados em 18 meses (Foto: Seinfra)

Melhorias nos deslocamentos, nos acessos aos povoados e para o escoamento das produções agrícolas são alguns benefícios dos serviços que estão sendo realizados pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), em 64 municípios, através do Programa de Recuperação e Manutenção das Estradas Baianas (Premar II). O investimento é de R$ 131 milhões e vai beneficiar aproximadamente 140 mil famílias.

Os municípios que fazem parte dos consórcios Bacia do Paramirim, Sisal, Bacia do Jacuípe e Portal do Sertão estão passando por serviços de melhorias de greide (regularização da pista de rolamento), bueiros, construções de pontes de até 30 metros de extensão e de passagens molhadas – que garante o trânsito de pessoas e veículos sem interromper o escoamento do fluxo de água. A previsão é de que os serviços sejam finalizados em 18 meses.

O desenvolvimento deste projeto contou com a colaboração dos moradores dos municípios beneficiados, por meio de consultas públicas realizadas antes da pandemia, e que puderam definir quais locais eram mais urgentes a realização das obras. “Os serviços vão ajudar muito não só no cotidiano com o deslocamento dos moradores, como também no acesso aos serviços de saúde, segurança e no desenvolvimento da economia, com um melhor escoamento dos produtos da agricultura”, ressalta Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura.

Desenvolvimento Rural

A requalificação e recuperação de estradas é uma ação fundamental para viabilizar o escoamento da produção da agricultura familiar, público prioritário da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que vem promovendo iniciativas e desenvolvendo políticas públicas que garantam tanto a ampliação produção de alimentos saudáveis, quanto possibilitem às famílias agricultoras renda, qualidade de vida no campo e melhores condições de trabalho.

De acordo com o secretário da SDR, Josias Gomes, o Premar II contribui para uma importante ação estruturante que é o escoamento da produção: “Temos uma ação chamada Rotas Produtivas para dinamizar a produção da agricultura familiar, garantindo seu escoamento para chegar aos consumidores, seja por meio de feiras livres ou mercados atacadistas, que se efetiva com ação Seinfra”.

Segundo Gomes, a ação vai intensificar ainda mais as ações para o rural baiano, trazendo dinamismo econômico do estado da Bahia: “Esses quatro territórios têm ao sisal, a caprinovinocultura, a mandiocultura e a bovinocultura de leite como destaque. O Parceria Mais Forte vem com um encontro de esforços, com a SDR fazendo um processo de reestruturação da base produtiva com investimentos coletivos, por meio do Pró-Semiárido, Bahia produtiva, garantindo assistência técnica, regularização fundiária e ambiental, acesso ao credito, regularização e intensificando as ações com os municípios”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × três =