Cooperativa Vinícola Garibaldi prevê investimento de R$10 milhões

Imagem aérea da Cooperativa Vinícola Garibaldi (Foto: Augusto Tomasi/Divulgação)

No ano de seu nonagésimo aniversário, a Cooperativa Vinícola Garibaldi reafirma o compromisso no investimento em melhorias tecnológicas e processuais, visando sua sustentabilidade. Para 2021, aplicará R$ 10 milhões ao longo do ano, demonstrando como o planejamento é capaz, sim, de superar adversidades imprevisíveis, como foi o caso da pandemia.

Os recursos alimentarão o incentivo à produção de uvas para espumantes, a capacidade de processamento e o acréscimo de tecnologia visando a qualidade dos produtos. Mesmo enfrentando um ano atípico, a cooperativa conseguiu crescer 7% em 2020, resultado obtido graças a um esforço que combina, há anos, planejamento, gestão de propósito, governança e um caixa saudável.

A cooperativa  sucessivamente vem registrando acréscimo no faturamento e no número de premiações mundo afora, principalmente desde quando, em meados dos anos 2000, voltou seu foco para o aumento da qualidade de seus espumantes. Isso e outros fatores têm sedimentado a crença num futuro contínuo de expansão. “Com nossa boa situação financeira e nossa produção gerando receitas, certamente a cooperativa terá condições de fazer planos mais audaciosos para o futuro”, analisa o presidente da vinícola, Oscar Ló.

O envolvimento dos associados e dos colaboradores foi e é fundamental nesse processo, que ajudou na reconstrução da imagem de cooperativa sólida financeiramente. “Nossa cooperativa passou de uma produtora de commodities para apresentar ao mercado produtos que agregam valor e valorizam a marca pela qualidade e tecnologia”, observa o diretor-executivo da vinícola, Alexandre Angonezi.

História

Ações assim redefiniram a história recente da marca. Por dois anos seguidos (2018 e 2019), foi a marca brasileira de espumantes mais premiada no mundo, também obteve o reconhecimento como melhor fornecedora de espumantes pela Agas nos últimos seis anos e foi a marca mais lembrada e preferida dos gaúchos em 2020 do “Marcas de quem decide”.

Para o futuro, os desafios são seguir na continuidade do desenvolvimento sustentável e buscar a referência nacional em espumantes. É um caminho que passa pelo planejamento estratégico, com planos e metas estruturados, promovendo o propósito da “vida em harmonia”. “Esse propósito se traduz em nossas ações do dia a dia, fazendo sempre o correto e o melhor para todos os envolvidos na vida da cooperativa, desde o cooperado, passando pelos colaboradores, fornecedores, a sociedade como um todo e, também, nossos clientes e consumidores”, diz Angonezi.

Para Ló, estar à frente da cooperativa em seus 90 anos é um momento que mistura alegria e orgulho, mas sobretudo gratidão. “Preciso agradecer aos associados, que entenderam o momento difícil que enfrentamos e acreditaram que juntos venceríamos as dificuldades. Da mesma forma, à nossa equipe, que sabia do potencial da cooperativa e que ela precisava de algumas mudanças de foco e comportamento. Sabemos que nada está garantido para sempre, mas com ética, governança, planejamento e união de todos, o caminho sempre fica mais fácil”, observa Ló.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − quinze =