O condomínio Parque Costa do Cacau, localizado em Vila de Abrantes, em Camaçari, é o primeiro empreendimento da MRV, plataforma de soluções habitacionais, a ser certificado pela Caixa com o novo Selo Casa Azul + Caixa, com nível ouro. O empreendimento faz parte do complexo Solar da Costa, formado por quatro condomínios independentes.

O selo, reformulado recentemente, foi entregue em reunião ocorrida em São Paulo, com a participação da Superintendência Nacional de Habitação da Caixa. Antes da renovação, a MRV já havia sido certificada outras três vezes. O reconhecimento é um instrumento de classificação socioambiental, concedido a empreendimentos que passam por uma criteriosa análise em relação a sustentabilidade, entorno, bem-estar, eficiência energética/hidráulica, desenvolvimento social e inovação. A Caixa acompanha toda a obra para se certificar de que o empreendimento está sendo executado de acordo com o projeto reconhecido com o selo.

Conseguimos o nível ouro e fomos condecorados nas categorias inovação e eficiência energética. Os parâmetros analisados pelo Selo são superiores às normas vigentes, então é um prêmio

O Gestor Executivo de Desenvolvimento Imobiliário da MRV, Alisson Cançado, aponta os esforços da empresa em construir condomínios cada vez mais confortáveis, inovadores e sustentáveis.

“Conseguimos o nível ouro e fomos condecorados nas categorias inovação e eficiência energética. Os parâmetros analisados pelo Selo são superiores às normas vigentes, então é um prêmio. Para recebermos o reconhecimento, a Caixa analisou mais de 50 categorias, como entorno, coleta seletiva, paisagismo, soluções sustentáveis de mobilidade, dispositivos economizadores de energia, tomadas USB, Wi-Fi em áreas comuns, e medição individualizada de água e gás, por exemplo”, conta o executivo.

Um exemplo de inovação da MRV é o aplicativo Mão na Roda, uma rede social para os moradores dos condomínios da construtora. O objetivo da ferramenta, como explica Cançado, é fomentar negócios entre os residentes. “Com o aplicativo, os moradores conseguem fomentar uma economia dentro do próprio condomínio. Alguém pode vender bolo, outro, serviços de eletricista, bombeiro, contador, aumentando a interação e gerando renda extra para os moradores”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + seis =