A agropecuária respondeu por 70,5% da economia de São desidério (Foto: Abapa)

Em 2018, pelo segundo ano consecutivo, o município de São Desidério, no Oeste baiano, ocupou o posto de maior PIB agropecuário do país, com um valor adicionado bruto de R$2,5 bilhões, o que representou um crescimento nominal (considerando a variação dos preços) de 65,2% em relação a 2017 (R$ 1,5 bilhão). A agropecuária respondeu por 70,5% da economia da cidade, segundo o IBGE.

Este resultado se deu por conta do bom desempenho das lavouras de algodão e soja. A novidade em 2018 ficou com a 2ª  posição no ranking nacional do valor gerado pela agropecuária, que passou a pertencer ao município de Formosa do Rio Preto, com R$ 1,8 bilhão. A cidade, também do Oeste do estado, era o 7º maior PIB agropecuário no ano anterior e teve um ganho nominal de 71,6% no valor entre 2017 (que era de R$ 1,1 bilhão) e 2018.

Além desses dois municípios, Barreiras também passou a figurar entre os 10 maiores valores gerados pela agropecuária brasileira, na 9ª colocação em 2018 (frente à 24ª em 2017), com um valor de R$ 1,1 bilhão. Estes três municípios baianos são os únicos fora da região Centro-Oeste no “top-10” do PIB agropecuário.

A boa situação das lavouras de commodities fez com que São Desidério e Formosa do Rio Preto estivessem ainda entre os municípios que mais ampliaram sua participação no PIB baiano entre 2017 e 2018, com o maior ganho e o terceiro maior, respectivamente. São Desidério avançou de uma participação de 0,88% para 1,27% do PIB do estado, enquanto Formosa do Rio Preto aumentou de 0,65% para 0,94%.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 + 10 =