Fundação doa meio milhão de reais para comunidade rural na Bahia

O Brasil já foi o 2º maior produtor mundial de cacau, e, atualmente, ocupa a 7ª posição

A Fundação Mars Wrigley, em parceria com o Instituto Melhores Dias, realizará a doação de meio milhão de reais em alimentos, materiais de higiene e materiais educacionais que atenderão cerca de 500 famílias da comunidade de Barro Preto, na Bahia, onde o Centro Mars de Ciência do Cacau (MCCS) está localizado. Orientada pelos Cinco Princípios da Mars, a iniciativa faz parte do compromisso da Fundação em doar US$ 3 milhões para auxiliar as comunidades com que se relaciona em todo o mundo, mantendo sua saúde e bem-estar durante a pandemia do Covid-19, enfrentando os desafios sociais, econômicos e ambientais que afetam os produtores de cacau.

Barro Preto, como área rural, enfrenta uma situação ainda mais desafiadora, uma vez que muitos agricultores que já vivem com baixos rendimentos, agora têm que lidar com a complexidade adicional do vírus. Além disso, as escolas estão fechadas e diversas famílias foram forçadas ao isolamento social sem devido suporte e recursos para manterem suas rotinas. Assim, a doação para as 500 famílias da comunidade de Barro Preto envolve distribuição de alimentos e suprimentos de higiene durante 6 meses, envio de materiais educacionais para crianças, treinamento para adultos, professores e profissionais de saúde locais sobre saúde preventiva, além do envios de testes de Covid-19 para a Unidade Básica de Saúde da comunidade.

“O MCCS tem um papel significativo na comunidade de Barro Preto e é de extrema importância para a Mars Wrigley, já que pesquisamos o cacau para fornecer um produto de qualidade para os consumidores. Esta iniciativa reforça o comprometimento que temos com as comunidades do nosso centro de pesquisa, que além de apoio educacional por mais de 30 anos por meio da Escola Virgínia Mars, contaram com o nosso apoio por meio de doações de cestas básicas para alunos, alimentos para os animais da comunidade, entre outros”, comenta Luciel Fernandes, Gerente de Operações de Pesquisa e Desenvolvimento do MCCS.

Criado pela Mars em 1982, o Centro Mars de Ciência do Cacau (Mars Center for Cocoa Science – MCCS) é 100% dedicado à pesquisa do cacau, por meio de estudos sobre a cadeia produtiva da cultura cacaueira (Fotos: Divulgação)

Combate à pandemia no Brasil

Como parte do seu compromisso em suportar o enfrentamento da pandemia do Covid-19 no Brasil, a Mars já doou mais de R$ 2,5 milhões no País:

• No Estado de São Paulo, a verba foi destinada para compra de insumos e equipamentos médicos por meio da ONG Comunitas e a Santa Casa de Descalvado; doação de SKITTLES® para o programa Mesa Brasil, entrega de snacks para os profissionais de saúde que atuam na gestão da crise, e alimentos para pets em situação de abandono;

• Na Bahia, foram destinadas cestas básicas para 131 famílias das crianças que estudam na Escola M. Virgínia Mars, em Barro Preto, além de alimento para os cães e gatos dessas famílias e meio milhão de reais em alimentos, suprimentos de higiene e materiais educativos para esta comunidade;

• Em Pernambuco, a Mars doou valores para a compra de insumos e equipamentos médicos por meio da ONG Juntos.

“Na Mars, temos o compromisso de melhorar significativamente a vida de 1 milhão de pessoas em toda a nossa cadeia de valor para que elas possam prosperar, como em Barro Preto, com os nossos colegas do MCCS. Para nós, o mundo que queremos para amanhã, começa com a forma como fazemos negócios hoje, por isso estamos sempre atentos às necessidades de nossos parceiros, fornecedores e principalmente das comunidades que atendemos”, completa Harvey Millar, presidente da Mars Wrigley no Brasil.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 1 =