O grupo espanhol Acciona e a empresa brasileira Prima Empreendimentos, com sede em Salvador, fecham parceria para gerar novos negócios no segmento imobiliário. Essa união irá resultar, inicialmente, em dois projetos na capital baiana, em 2020 e 2021, que irão movimentar um  Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 250 milhões.

“Este é um momento histórico para ambas as empresas, pois vamos alavancar grandes negócios que representam geração de milhares de empregos em um momento tão adverso da economia no país e no mundo, em função da pandemia. Vamos unir nossas experiências com o objetivo de, inicialmente, implantar grandes projetos na capital baiana”, revela Rubén Escartin, presidente da rima – incorporadora que está desde 2005 no mercado turístico e imobiliário, com foco em produtos de alto valor agregado.

Para Álvaro Tejero, diretor Internacional da Divisão Imobiliária da ACCIONA, a entrada da empresa no mercado imobiliário, inicialmente com lançamentos na capital baiana, será um marco. “Esta situação se revela ainda mais em um momento de pandemia mundial, em que estamos aportando e apostando na Bahia por acreditarmos no potencial do Estado e da Prima como um sócio complementar”.

Baixio

A Prima é a idealizadora e investidora da primeira unidade do Grupo Fasano no Nordeste, o Hotel Fasano Salvador, entregue em dezembro de 2018. Atualmente, está desenvolvendo o mais novo destino turístico do Litoral Norte baiano – Baixio –, no município de Esplanada, com abrangência total de 6.297 hectares. Seu masterplan será concluído ao longo de 50 anos e contempla a implantação de loteamentos estruturados, resorts, condomínios e hotéis de alto luxo.

A primeira etapa do projeto inclui o Hotel Boutique, que terá operação do grupo Slaviero, condomínio de casas de alto padrão, centro comercial com restaurantes, lojas e quiosques, e clube privativo. Também será lançando em 2021/2022 um Resort Fasano. Desde 2010 até o momento, a empresa já investiu R$ 900 milhões em Baixio.

No ano passado, o governador da Bahia, Rui Costa, esteve em Madri para assinar um protocolo de intenções com o grupo Prima. O documento garante apoio do Governo do Estado em áreas como construção de acesso viário, esgotamento sanitário, abastecimento de água e fornecimento de energia elétrica para o desenvolvimento do Destino Baixio, investimento imprescindível à implantação do empreendimento e que também beneficia os moradores da região.

Parceria Acciona

A Acciona é uma empresa global para o desenvolvimento e gestão de soluções de infraestruturas sustentáveis, especialmente em energias renováveis. A sua atividade abrange toda a cadeia de valor desde a concepção, construção, operação e manutenção. O objetivo da Acciona é liderar a transição para uma economia de baixo carbono, para a qual coloca a excelência técnica e a inovação a serviço de todos os projetos para se desenhar um planeta melhor.

O grupo faturou em 2019 mais de 7,191 bilhões de euros e está presente em mais de 60 países, desenvolvendo a sua atividade empresarial baseada no compromisso de contribuir para o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde opera.

Está presente no Brasil desde 1996, desenvolvendo projetos de infraestrutura e energia para clientes nos setores público e privado. Nos últimos dez anos, construiu mais de 1.700 quilômetros de rodovias no país. Entre as suas obras mais emblemáticas estão o Centro de Processamento de Dados do Banco Santander, em Campinas, São Paulo, e a fábrica da Volkswagen em Resende, no Rio de Janeiro.

A empresa desenvolve atualmente no país o projeto da Estação de Tratamento de Efluentes e Redes de Esgoto na ETE de São Gonçalo, Rio de Janeiro, e do Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, onde construirá uma ETE com capacidade para 400 l/s.

A Acciona  firmou contrato com o consórcio brasileiro Move  e o Estado de São Paulo para a cessão do contrato de concessão para construção e posterior operação e manutenção da Linha 6 do Metrô de São Paulo (ou Linha Laranja). O projeto está avaliado em € 2,3 bilhões (R$ 15 bilhões). Após a sua construção, a Linha 6 atenderá a 600 mil passageiros por dia.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito − 6 =