Serviços turísticos na Bahia sofrem a maior queda do país em agosto

De janeiro a setembro, os serviços ligados ao turismo na Bahia acumulam queda de 42,1% (Foto: Bruno Concha/Secom)

As atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia tiveram, em agosto,  um forte crescimento (48,4%) frente ao mês anterior (com ajuste sazonal), depois de uma queda na passagem de junho para julho (-2,7%). este foi o maior avanço frente ao mês anterior das atividades de serviços ligados ao turismo no estado desde o início da série histórica do IBGE, em 2011. Porém,  na comparação com agosto de 2019, a Bahia apresentou novamente uma forte queda no volume de serviços ligados ao turismo (-59,6%).

Assim como já havia ocorrido nos últimos dois meses, o turismo no estado teve a maior retração do país e muito mais intensa do que a verificada nacionalmente (-44,5%). Todos os 12 estados apresentaram recuos frente ao mesmo mês no ano passado. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE.

Assim, de janeiro a agosto de 2020, os serviços ligados ao turismo na Bahia acumulam queda de 41,8%, o pior desempenho para os primeiros oito meses do ano no estado desde o início da série histórica da PMS, em 2011.

A queda ocorrida na Bahia é um pouco pior que a registrada no Brasil como um todo (-38,8%).

Nos 12 meses encerrados em agosto, os serviços turísticos baianos também apresentam recuo acumulado (-27,6%), resultado um pouco abaixo do verificado no Brasil como um todo (-24,4%).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois + vinte =