Ocupação hoteleira em Salvador cresce em setembro e anima setor

A melhora foi verificada tanto para os hotéis voltados para o público de lazer quanto para os que atendem o corporativo

A taxa de ocupação dos hotéis de Salvador ficou em 29,85% e a diária média em  R$214,20,  em setembro, resultando em um Revpar (indicador ponderado entre a ocupação e a diária média) de R$ 63,93. O cenário ainda está longe do observado no mesmo período do ano anterior (setembro de 2019) – com ocupação média de 60,15% e diária de R$ 274,51 – mas os dados são positivos em comparação a agosto de 2020, com taxa de ocupação de 23,71% e diária média de R$ 206,76, gerando um Revpar de R$ 49,03.

De acordo com Luciano Lopes, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), as pessoas estão em isolamento social há meses e se hospedar em um lugar diferente é uma forma de sair da rotina de forma segura. “O feriadão de 12 de outubro, Dia da Nossa Senhora Aparecida, deve ser o melhor desde o início da pandemia. Esperamos uma taxa de ocupação acima de 50% para os hotéis abertos de Salvador”, diz ele.

No dia 12 também é comemorado o Dia das Crianças e muitas famílias buscam viajar com os filhos, aumentando o nível de ocupação. “A procura para este período é positiva. A maioria das pessoas viaja por lazer, havendo predominância das famílias provenientes de regiões próximas. No entanto, com a gradual retomada dos vôos, muitos paulistas têm optado por Salvador para passar o feriadão já que a malha aérea favoreceu essa conexão”, aponta Luciano Lopes.

O presidente da ABIH-BA explica ainda que o normal é as pessoas realizarem reservas com no mínimo vinte dias de antecedência. Mas ainda com receio de sair de casa, estão tomando decisões em cima da hora, fazendo com que os hotéis recebam novas reservas até para o próprio dia. Lopes acredita que o desempenho hoteleiro só deve se normalizar após a descoberta da vacina ou de algum remédio eficaz no tratamento do coronavírus.

Os números aqui divulgados são fruto da Pesquisa Conjuntural de desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seções Bahia e Brasil. A partir do mês de abril de 2020, a pesquisa considerou uma base nova de hotéis, contabilizando apenas os abertos. O levantamento é digital e os dados são fornecidos diariamente pelos hotéis ao Portal Cesta Competitiva. A média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem na capital baiana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 + treze =