Abrir empresa na Bahia é exercício de paciência e pode levar até 57 dias

Tempo para abertura de uma empresa no estado, no segundo quadrimestre, foi, em média, de 7 dias (Foto: Agência IBGE)

A Bahia segue liderando um triste ranking no país: o da burocracia para a abertura de um novo negócio. De acordo com o Mapa de Empresas, do Ministério da Economia, o tempo para abertura de um empreendimento no estado, no segundo quadrimestre de 2020, foi, em média, de 7 dias e 18 horas. A média do país, no mesmo período, ficou em 2 dias e 21 horas. Goiás é o estado com o menor tempo de abertura de empresas: 1 dia e 1 hora.

Em Salvador, a situação é ainda pior. Na capital baiana são necessários 9 dias e 17 horas, em média, para abrir um novo negócio – o pior desempenho entre as capitais. Destaque para Florianópolis que conquistou o posto de mais ágil, com tempo  de 5 horas, seguida por Goiânia (20 horas) e  Brasília (1 dia e 2 horas).

Apesar de ainda liderar o ranking da burocracia no país, os dados da Bahia no segundo  quadrimestre do ano mostram evolução. Houve uma diminuição de 2 dias e 14 horas (25%) em relação ao 1º quadrimestre de 2020. No país como um todo,  a queda no tempo de abertura de empresa, no período, foi de 25,8%. No caso de Salvador, a evolução foi ainda significativa. No primeiro quadrimestre, um empresário necessitava de 21 dias e 7 horas para abrir uma empresa na capital baiana.

O Mapa de Empresas do Brasil é uma ferramenta disponibilizada pelo Governo Federal que fornece indicadores relativos ao quantitativo de empresas registradas no país e ao tempo médio necessário para abertura de empresas.

Interior do estado 

De acordo com o levantamento, no interior da Bahia a situação é assustadora. Em muitas cidades é preciso paciência, muita paciência, para abrir uma empresa e empreender. Para se ter uma ideia, dos 10 municípios brasileiros com maiores tempos de abertura de empresas, no segundo quadrimestre de 2020, 6  – isto mesmo, mais da metade deles – estão na Bahia.

Em São Fracisco do Conde são necessários – inacreditáveis  – 57 dias e 15 horas para abrir uma nova empresa  – número só superado pelo município de Matões, no Maranhão (66 dias e 21 horas). Também figuram na ranking das maiores burocracias Nova Soure  (36 dias e 3 horas), Tucano  (35 dias e 2 horas), Itaparica (33 dias e 8 horas), Uauá (26 dias e 10 horas) e São Sebastião do Passé (23 dias e 11 horas).

Junta Comercial da Bahia

O Ministério da Economia ressalta os trabalhos desenvolvidos pela Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb)  para alterar essa realidade e promover um melhor  ambiente de negócios. Diz o ministério que a cidade de Salvador se destoava das demais capitais pois tinha um fluxo  diferente das outras capitais para pedidos de viabilidade. Era necessário pedido de viabilidade de endereço e pagamento de taxa ao município antes de seguir para demais etapas. A Prefeitura esperava a compensação bancária da taxa, para então aprovar o pedido e possibilitar ao empreendedor prosseguir com a solicitação na Junta Comercial e na Receita Federal.

“Neste contexto, a Junta Comercial do Estado da Bahia envidou esforços para integração da capital com o órgão e realizará os trabalhos necessários  para que as respostas sejam  ealizadas de forma imediata para o empreendedor,  possibilitando agilidade e simplificação ao processo”, diz o ministério.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito − sete =