RHI Magnesita investe R$180 milhões na construção de forno rotativo em Brumado

A implantação do forno rotativo vai permitir, também, o aumento da vida útil da mina Pedra Preta para 120 anos

Em um ano desafiador para a economia mundial, a RHI Magnesita, empresa líder global em soluções refratárias, anuncia o investimento de R$ 180 milhões (€ 30mihões) na construção de um forno rotativo em sua unidade de mineração em Brumado (BA). O projeto faz parte do plano estratégico da companhia, que a partir de sua conclusão poderá ampliar a oferta de produtos ao mercado e tornará a empresa a produtora da matéria-prima mais competitiva do mercado global.

“Com o novo processo a ser implantado a partir do forno rotativo, além da redução nos custos operacionais, teremos maior flexibilidade, desenvolveremos um novo portfólio de matérias primas , além das disponíveis hoje no mercado, incluindo sínteres nobres e com custo bastante competitivo no mercado internacional”, explica Francisco Carrara, Presidente da RHI Magnesita no Brasil e America do Sul.

O impacto na produtividade também é positivo. “Com a implantação da nova tecnologia, nossa expectativa é possibilitar um aumento em nossa produção da unidade de Brumado em mais de 30%, pois o forno está projetado para 140.000 T/ano. Se analisarmos somente os dados de produção da matéria prima proveniente da Mina de Pedra Preta, o aumento poderá chegar a 100%, ou seja, dobrar a produção” explica Carrara.

As obras de construção do novo forno vão movimentar a economia de Brumado. A expectativa é de que no pico, aproximadamente 350 pessoas estejam atuando diretamente na execução do projeto, entre mão de obra local e externa. “Uma obra com essa magnitude gera oportunidades de empregos diretos e indiretos, mas também contribui para o comércio e os serviços do município e da região”, explica Francisco Carrara, Presidente da RHI Magnesita no Brasil e America do Sul.

Mesmo durante a execução do projeto do novo forno rotativo, a operação da unidade de Brumado continua seguindo o plano de produção alinhado com a demanda do mercado. A estimativa é de que as obras sejam iniciadas ainda no segundo semestre e a produção das novas matérias-primas, no quarto trimestre de 2021.

Confiança na economia brasileira

Com o aporte de R$ 180 milhões, correspondente a 30 milhões de euros na unidade da Bahia, o investimento da empresa no Brasil ultrapassa os R$ 400 milhões , entre 2019 e 2020.

No final do ano passado, a empresa anunciou investimento de R$ 257 milhões (aproximadamente 40 milhões de euros) na fábrica de Contagem, em Minas Gerais, para modernização do seu parque fabril e construção de uma nova sede para suas operações sul-americanas. Com os principais investimentos já em andamento, o foco da empresa, agora, passa a ser a Unidade de Mineração de Brumado, apesar da pandemia global. “São dois dos maiores estados do Brasil e isso demonstra que acreditamos na recuperação econômica do país, mesmo em um ano desafiador como o que estamos vivendo,” afirma Francisco Carrara, Presidente da RHI Magnesita no Brasil e América do Sul.

Sustentabilidade

A implantação do forno rotativo vai permitir, também, o aumento da vida útil da mina Pedra Preta para 120 anos, ampliando também todo seu potencial. “Além disso, o processo produtivo se torna mais sustentável a partir do momento que teremos um melhor aproveitamento do material retirado da mina, pois isso significa que teremos menos rejeito do processo. Adicionalmente, serão instalados filtros que garantirão que não haja emissão de particulados no meio ambiente. Por fim, serão implantadas medidas para controle de emissões atmosféricas”, explica o diretor de Projetos Celso Canosa.

Comprometida com a sustentabilidade, a RHI Magnesita estuda, também, outras ações potenciais para tornar o projeto ainda mais sustentável, dentre eles estão o desenvolvimento de combustíveis sustentáveis, como as biomassas e os estudos de redução de CO2 dentro do processo em si. A empresa conta, ainda, com um grupo dedicado em seu Centro de Pesquisas, que desenvolve tecnologias inovadoras para redução, captura, uso e estocagem de CO2, tendo Brumado como um de seus alvos prioritários.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 2 =