Prefeitura contrata mais R$104 milhões com Caixa para realização de quatro projetos

O prefeito lembrou todo o esforço feito para transformar a gestão fiscal de Salvador (Foto: Max Haack/Secom)

A Prefeitura assinou, com a Caixa Econômica Federal, mais um empréstimo no valor aproximado de R$104 milhões, com recursos a serem aplicados em projetos de mobilidade e saneamento em Salvador. O ato foi formalizado em cerimônia realizada nesta segunda-feira (16), no Palácio Thomé de Souza, e que reuniu o prefeito ACM Neto e o vice, Bruno Reis, além do secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, e do superintendente regional da Caixa, Marcus Vinícius Nascimento, dentre outras autoridades.

Na parte de mobilidade, serão R$74 milhões destinados para os projetos das ligações entre o bairro da Mata Escura e a BR-324 e entre a Avenida Gal Costa e Pau da Lima – esta última com obras já iniciadas –, além da intervenção na Avenida Magalhães Neto, que faz parte das obras complementares do BRT. Já na área de saneamento, R$30 milhões serão destinados às obras de saneamento, macrodrenagem, urbanização e infraestrutura do Canal do Paraguari, com a primeira etapa das obras já em andamento.

O prefeito lembrou todo o esforço feito para transformar a gestão fiscal de Salvador, que ocupava a 24ª posição entre as capitais em 2013 e hoje alcança o primeiro lugar. “A gestão deixará a Prefeitura com dinheiro em caixa como nunca teve, com pelo menos R$1 bilhão dos R$1,929 bilhão já contratado para que a próxima gestão possa utilizar esses recursos. Além disso, todas as despesas previstas para 2020 já estão com recursos assegurados para pagamento. Esta é uma cidade que vem se transformando a cada dia, que virou um canteiro de obras e vem produzindo soluções que facilitam a vida das pessoas”, destacou ACM Neto.

O secretário Luiz Carreira ressaltou que a implantação da cultura da responsabilidade fiscal na gestão municipal permitiu que a Prefeitura tivesse uma situação fiscal invejável em relação a outras cidades brasileiras, facilitando a obtenção de recursos e realização de projetos. “Esse é um momento importante para Salvador, porque a cidade atinge o ápice da capacidade de investir. A Prefeitura deverá este ano fazer o maior volume de investimentos desde 2013”, completou.

O superintendente regional da Caixa parabenizou a Prefeitura pelo desempenho fiscal nacional e se colocou à disposição para agilizar os processos que envolvam a instituição. “A Caixa garante que o orçamento que sai de Brasília se transforme em obras no município. Quando o banco atesta a construção e aprova a prestação de contas, é porque está tudo ok”, afirmou Nascimento. Ele também anunciou a autorização para a contratação de recursos para o trecho 3 do BRT.

Projetos contemplados com os recursos

Ligação BR-324/ Mata Escura: Com resultado da licitação previsto para ser divulgado no próximo dia 20 e valor estimado em R$18 milhões, a obra envolverá a implantação 2,35km de extensão de via no entorno da estação do metrô em Bom Juá. A intenção, além de promover a conexão da nova via de ligação de Mata Escura com a BR-324, também pretende promover o ordenamento e a melhoria da mobilidade dos veículos e circulação dos pedestres em toda a área de interferência do projeto, incluindo o fluxo proveniente da Avenida Barros Reis e do Arraial do Retiro com o sistema viário da Mata Escura.

Trincheira da Avenida Magalhães Neto: Intervenção viária complementar às obras de implantação do BRT com investimento previsto de R$37 milhões, a medida visa proporcionar uma conexão direta da Avenida Magalhães Neto com a região interna e a pista principal da Avenida Tancredo Neves. Com isso, deverá ser reduzido o intenso fluxo no trecho da pista marginal da Avenida Tancredo Neves entre a Avenida Magalhães Neto e a Rua José Peroba, no Stiep. Além disso, deverá melhorar a fluidez na Avenida Tancredo Neves, facilitar o acesso de pedestres com a ampliação da passarela existente e possibilitar a implantação de ciclovia na região.

Ligação Avenida Gal Costa/ Pau da Lima: Com obras já iniciadas, a intenção é facilitar o acesso entre a Avenida Gal Costa e o bairro de Pau da Lima, além de solucionar os constantes engarrafamentos da região. Serão construídas duas pistas com duas faixas de circulação nos dois sentidos, praças de retorno e, na interseção com a Avenida Aliomar Baleeiro (Estrada Velha do Aeroporto), uma rotatória que vai eliminar a necessidade de sinaleira. Toda a pavimentação será implantada de forma a suportar o intenso tráfego local, e a via terá ainda elementos como drenagem, acessibilidade e iluminação em LED.

O projeto adotou o menor nível de impacto possível para desenvolvimento da avenida. Serão investidos cerca de R$ 9,1 milhões de recursos próprios para a construção da via de 2,8 km de extensão e área de aproximadamente 92 m². O prazo de duração da obra é de nove meses.

Novo Canal do Paraguari: Também já iniciada, a primeira etapa da requalificação, que atinge uma extensão de 925 metros de rio e tem previsão de duração de oito meses, vai contemplar a implantação de patamares de 2,80m, constituídos por lajes pré-fabricadas em ambos os lados do canal. O local também terá travessias para pedestres sobre o canal a cada 60m de extensão e nova iluminação pública com luminárias em LED.

O entorno do rio será beneficiado com revestimento asfáltico das vias que margeiam o canal e com a construção de um espaço público de convivência e lazer sobre o trecho inicial do canal, com o revestimento em piso intertravado e implantação de pergolados, bancos, paisagismo e acessibilidade. Assim como a Avenida Afrânio Peixoto (Suburbana), o Paraguari também ganhará ciclovia e as duas praças da Rua da Glória serão recuperadas. O investimento é de quase R$15 milhões.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

13 + treze =