Aeroporto de Salvador amplia capacidade para 15 milhões de passageiros por ano

Programa de obras com investimento de R$ 700 milhões executado em 18 meses (Fotos Paula Fróes/GOVBA)

A Vinci Airports entregou hoje a primeira fase de obras de melhoria e ampliação do Aeroporto de Salvador. O ato ocorreu após 18 meses do lançamento da pedra fundamental para a requalificação. O terminal recebeu um investimento de R$ 700 milhões, sendo R$ 516 milhões por meio de financiamento do Banco do Nordeste. As obras, que incluem a ampliação do terminal de passageiros e a construção de um novo píer com seis pontes de embarque, aumentaram a capacidade do aeroporto de 10 para 15 milhões de passageiros por ano.

Com o objetivo de melhorar o desempenho operacional do aeroporto, a primeira fase de obras incluiu também a requalificação das pistas e ampliação do pátio de aeronaves. Para melhorar de maneira significativa a experiência dos passageiros, foram implementados um novo sistema de transporte de bagagens, uma área ampliada para as lojas, além de novos serviços, como Wi-Fi de alta velocidade totalmente gratuito.

A cerimônia de entrega contou com as presenças do ministro de Infraestrutura , Tarcísio Freitas, do presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho, do governador Rui Costa, do prefeito de Salvador, ACM Neto, e do CEO da Vinci Concessions e Presidente da Vinci Airports, Nicolas Notebaert.

Meio ambiente

O meio ambiente teve um enfoque importante nas obras. A Vinci Airports projetou e implementou iniciativas concretas, muitas das quais não estavam previstas no contrato de concessão. As iniciativas ambientais incluíram a construção de uma Estação de Tratamento das Efluentes, que permitiu o reuso de 100% da água no próprio aeroporto; uma Central de Resíduos e uma planta de energia solar.

Desde o início da concessão, a conectividade do Salvador Bahia Airport vem sendo continuamente expandida, com a abertura de oito novas rotas, incluindo voos diretos para Miami, Panamá, Ilha do Sal e Santiago do Chile. Na próxima fase de obras, a ser finalizada em outubro de 2021, o aeroporto continuará recebendo melhorias, como retrofit da praça de alimentação e instalação de mais balcões de check-in e pontes de embarque.

Nicolas Notebaert, CEO da Vinci Concessions e Presidente da VINCI Airports, declarou: “Estas obras de modernização ampliaram o potencial do aeroporto, transformando-o num portal eficiente e confortável para a Bahia. Os aspectos particularmente ambiciosos deste programa são uma referência na transição para infraestruturas sustentáveis. Parabenizamos o empenho exemplar das equipes do aeroporto e estamos felizes por comemorar este importante marco com todas elas”.

“Nosso objetivo é melhorar o serviço e trazer mais voos. Como resultado das obras, agora em dezembro, vamos iniciar novos voos para Santiago com duas companhias, a Sky e a JetSmart”, explicou o diretor-presidente da Vinci Airports, Julio Ribas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − catorze =