Festas de fim ano: 54% dos consumidores pretendem fazer compras online

O resultado do levantamento mostrou que São Paulo responde por 35,57% das tentativas de fraude (Foto: Reprodução)

Pela primeira vez em cinco anos, a quantidade de consumidores que optam por compras online (54%) supera o número daqueles que pretendem ir até às lojas (46%). Isso é o que aponta a pesquisa da PwC, Holiday Outlook 2019, que mostra as tendências de consumo voltadas para os festejos de final de ano, que incluem Black Friday e Natal.

O comportamento do consumidor para compra via e-commerce também muda de acordo com a faixa etária. Os jovens apresentam preferência pelo uso de smarthphone ao invés de computadores – 22% dos compradores oriundos da Geração Y (24 a 37 anos) optam pela experiência mobile, seguidos da Geração Z (17 a 23 anos), com 19%. Já para aqueles nascidos entre as décadas de 40 e 60, a escolha se dá pelo uso do desktop, com 36%, versus 6% dos que optam pela compra via smartphone para essa faixa etária.

Experiência de compra

Quando os consumidores optam pela ida até à loja, normalmente vão em busca de uma experiência de compra que compense o esforço. Dessa forma, as conexões pessoais que surgem a partir daí são consideradas ideais quando combinadas com momentos gastronômicos e de entretenimento, especialmente se forem desfrutados ao lado de amigos e familiares.

Por isso que 60% dos consumidores na faixa dos 24 a 27 anos saem de casa em busca de uma experiência superior de compra. Quando se analisa aqueles entre 28 a 32 anos, o desejo por essa experiência superior fica em 44%, enquanto na faixa de 33 a 37 anos, a porcentagem é de 50%.

A maior parte dos consumidores também preferem fazer compras em um local que possua restaurantes, cinemas e outras opções de entretenimento. Essa afirmação é verdade para 51% dos entrevistados na faixa dos 24 a 27 anos, 45% para quem possui 28 a 32 anos e, por fim, 53% para quem tem 33 a 37 anos.

Como irão gastar

O levantamento feito pela PwC com dois mil pessoas nos Estados Unidos revela que 86% dos consumidores pretendem gastar este ano o mesmo valor ou mais do que gastaram em 2018. A média fica em torno de US$ 1.284  (o equivalente a R$ 4 mil), um acréscimo de 2,7% em relação ao ano passado.

Desse total, US$ 197 é voltado a entretenimento, US$ 372 em viagem e US$ 715 em presentes. Já os beneficiados com os gastos variam entre a família (US$ 720), a própria pessoa (US$ 344) e amigos (US$ 123).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × 2 =