Com grandes eventos, setor hoteleiro de Salvador tem taxa de ocupação de 66,89%

A ação conta com a participação de diversos empreendimentos hoteleiros da Bahia (Foto: Tatiana Azeviche)

A canonização de Irmã Dulce, os Jogos Universitários Brasileiros (Jubs), dentre outros eventos, impulsionaram a rede hoteleira de Salvador que apresentou em outubro de 2019, taxa de ocupação de 66,89%, um incremento de 5,3 pontos percentuais a mais em relação ao mesmo período do ano passado (61,56%); e uma diária média de R$ 280,72 – 31,8%, superior a de outubro de 2018 (R$ 212,99), resultando em um Revpar (indicador ponderado de taxa de ocupação e diária média) de R$ 187,77 bem superior ao R$ 131,12 encontrado no mesmo mês de 2018.

A entrada de hotéis de luxo no mercado e na amostra tiveram forte influência no sentido de aumentar a diária média. Para avaliar seu impacto, basta considerar que sem considerar estes hotéis, a taxa de ocupação de outubro seria um pouco maior (68,70%), e a diária média menor (R$ 241,23), revelando, ainda assim, resultados positivos se comparados com o mesmo período do ano anterior.

Considerando os 10 primeiros meses de 2019 (janeiro a outubro) verifica-se ocupação média de 62,01% e diária de R$ 287,08, mostrando avanços em relação ao mesmo período de 2018, segundo dados oficiais do setor apurados pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Seção Bahia (ABIH-BA).

“Apresentamos resultados positivos neste mês de outubro, devido aos grandes eventos que ocorreram na cidade como a canonização de Irmã Dulce e os Jogos Universitários Brasileiros (Jubs). Até o presente momento, o incidente do óleo não afetou o setor hoteleiro pois, as praias estão limpas e nossos hóspedes têm aproveitado o clima favorável. Temos buscado esclarecer os mercados em relação a exata dimensão do problema, através de vídeos e comunicados de autoridades da área ambiental. A iminente inauguração da primeira etapa do aeroporto, o anúncio da programação do Festival da Virada e o andamento das obras do Centro de Convenções são notícias que trazem perspectivas positivas para 2020”, afirma Glicério Lemos, presidente da ABIH-BA.

Os números são fruto da Pesquisa Conjuntural de desempenho (Taxinfo), realizada em parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Seção Bahia e Brasil. Os dados são fornecidos diariamente pelos próprios hotéis ao Portal Cesta Competitiva e a média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem em nossa capital.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 5 =