Após quatro meses em alta, turismo baiano registra queda em setembro

A Bahia lidera o volume de perdas no setor na região Nordeste. segundo a levantamento (Foto: Tatiana Azeviche / Setur)

Em setembro, após quatro meses seguidos de resultados positivos, o volume das atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia apresentou quedas tanto na comparação com agosto (-3,7%), na série com ajuste sazonal, quanto frente a setembro de 2018 (-3,5%). Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje pelo IBGE.

No confronto com agosto (-3,7%), o turismo baiano teve o maior recuo dentre os 12 estados onde esse grupo de atividades é pesquisado separadamente. Foi também um resultado bem inferior à média nacional (4,8%), influenciada principalmente pelos desempenhos de São Paulo (10,5%), Rio de Janeiro (2,1%) e Distrito Federal (4,8%).

Na comparação com setembro do ano passado, o desempenho do turismo na Bahia (-3,5%) também ficou aquém da média (1,0%) e foi o pior para um mês de setembro desde 2016 (-8,0%).

Apesar dos resultados negativos do mês, as atividades ligadas ao turismo no estado ainda acumulam altas tanto no ano de 2019 (1,7%) quanto nos 12 meses encerrados em setembro (1,9%).

Ambos os resultados, porém, estão abaixo do Brasil como um todo (2,2% e 2,5%, respectivamente) e piores que os verificados nos demais estados nordestinos investigados: Ceará (5,9% e 8,3%, respectivamente) e Pernambuco (2,3% e 2,2%).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

quinze + dez =