ViaBahia diz que trabalha para recuperar trechos afetados pelas chuvas

A concesssionária ViaBahia é responsável pela administração das BRs 324 e 116 (Foto: Reprodução)

Durante inauguração de um sistema de iluminação no bairro da Palestina, ontem, o prefeito ACM Neto criticou duramente a concessionária ViaBahia – responsável pela administração da BR-324 (https://www.bahiadevalor.com.br/2019/07/iluminando-nosso-bairro-leva-novo-sistema-em-led-a-palestina/). Hoje, em comunicado, a ViaBahia informou que vem trabalhando para recuperar os trechos afetados nos últimos dias pelas chuvas. Diz ainda que o sistema de drenagem da rodovia tem sido também “impactado diretamente por deficiências e interferências de terceiros no sistema de macrodrenagem no município de Salvador”.

COMUNICADO

A VIABAHIA Concessionária de Rodovias S/A, em resposta a este conceituado veículo de comunicação, informa que está com equipes de engenharia e conservação mobilizadas para regularizar os impactos causados pelas fortes chuvas que atingem não somente a rodovia BR-324, como toda a região metropolitana de Salvador nestes últimos meses.
A Concessionária já realiza o serviço de restauração do pavimento nos pontos mais críticos e trabalha na resolução de todos os locais identificados.

Além disso, o sistema de drenagem da rodovia BR-324 tem sido impactado diretamente por deficiências e interferências de terceiros no sistema de macrodrenagem no município de Salvador, fato que inclusive já foi comunicado oficialmente ao Ministério Público Federal (MPF).

Com relação a um trecho específico da rodovia federal, na via marginal à BR-324, no trecho compreendido entre a região do Porto Seco Pirajá até a altura do km 616, a VIABAHIA informa que já havia identificado, com base em relatório técnico, problemas no pavimento causados por obras executadas pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA). A referida empresa já foi notificada para que execute, de forma imediata, os devidos reparos no pavimento e demais melhorias que se façam necessárias para o reestabelecimento das condições adequadas para a circulação de veículos naquele trecho, que traz inclusive impactos no tráfego da rodovia federal. A EMBASA afirmou que também aguarda a melhora nas condições climáticas para iniciar os trabalhos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

um + doze =