Prefeitura inicia obra de contenção de encosta em Jardim Cajazeiras

O vice-prefeito disse que a Prefeitura vai continuar investindo para proteger os moradores de áreas de risco (Foto: Betto Jr./Secom)

As famílias que moram perto de uma encosta de 1,7 mil metros quadrados na Rua da Alegria, em Jardim Cajazeiras, terão mais segurança quando a obra de contenção iniciada pela Prefeitura ficar pronta. Na manhã desta sexta-feira (26), o secretário de Infraestrutura (Seinfra), vice-prefeito Bruno Reis, esteve no bairro para autorizar a intervenção. “A área é de alto risco. Vamos investir aqui R$ 1,8 milhão. Em cinco meses, a obra estará pronta, trazendo tranquilidade, segurança e, acima de tudo, preservando as vidas”, afirmou Bruno Reis, ao lado dos vereadores Kiki Bispo e Sérgio Nogueira, de diversos líderes comunitários e da equipe da gestão municipal.

O vice-prefeito disse que a Prefeitura vai continuar investindo para proteger os moradores de áreas de risco. Para Bruno, entretanto, o desafio é grande, especialmente pelas características de Salvador, que possui uma geografia acidentada, com muitos morros. “Conseguir resolver esse problema histórico em toda a cidade não é fácil. Mas estamos avançando muito, com a decisão firme do prefeito ACM Neto de aplicar R$ 200 milhões nesses locais. Só a nossa gestão já está chegando à casa de 280 regiões protegidas, sendo 180 com geomantas e mais 100 com contenções definitivas, representando um terço do total das áreas de risco da capital”, pontuou.

Após informar que os moradores de Jardim Cajazeiras terão prioridade na contratação para trabalhar na obra de contenção da encosta, o vice-prefeito Bruno Reis anunciou que, em breve, será lançada a licitação para a construção de uma via, ligando a Avenida Gal Costa e o bairro de Pau da Lima. A ideia é melhorar a mobilidade na região. Bruno ainda falou à população sobre a retomada do programa Morar Melhor na comunidade. Com orçamento de até R$ 5 mil por imóvel, o programa reforma as casas das famílias que vivem nas localidades mais pobres de Salvador. “Até 2020, vamos levar dignidade a 40 mil lares da capital baiana”, frisou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − 12 =