Produção baiana de leite avança e chega ao segundo melhor resultado desde 1997

Produção baiana de leite chegou a 110,9 milhões de litros no terceiro trimestre deste ano, segundo o IBGE

A aquisição de leite cru na Bahia foi de 115,2 milhões de litros no 1º trimestre de 2019, 0,5% maior que a do 4º trimestre de 2018 (114,6 milhões de litros) e 2,1% superior à do 1º trimestre do ano passado (112,8 milhões de litros). Os dados são das Pesquisas Trimestrais da Pecuária, divulgadas hoje pelo IBGE.

Foi, assim, o segundo melhor resultado para a produção baiana de leite desde 1997, quando se iniciou a série histórica da Pesquisa Trimestral do Leite, do IBGE. A aquisição nos três primeiros meses do ano ficou menor apenas que a registrada no 1º trimestre de 2011 (118,7 milhões de litros).

No 1º trimestre de 2019, a aquisição nacional de leite cru feita pelos estabelecimentos que atuam sob algum tipo de inspeção sanitária (federal, estadual ou municipal) foi de 6,20 bilhões de litros. Houve aumento de 3,0% em relação ao 1° trimestre de 2018 e queda de 7,5% em comparação ao trimestre imediatamente anterior. Foi a maior captação para um primeiro trimestre desde 1997.

A Bahia respondeu, no 1º trimestre de 2019, por 1,9% de todo o leite adquirido no país. Minas Gerais segue liderando amplamente a aquisição de leite, com 25,3% do total.

Abate de suínos

Nos três primeiros meses de 2019, o abate de suínos na Bahia chegou a 31.067 animais e foi o único que mostrou algum resultado positivo no estado.

Apesar de ter recuado 17,2% frente ao 4º trimestre de 2018 (quando haviam sido abatidos 37,5 mil suínos), ficou 1,4% acima do registrado no 1º trimestre de 2018 (30,6 mil cabeças). Representou, assim, o segundo melhor primeiro trimestre para a atividade na série histórica do IBGE (desde 1997), abaixo apenas do abate no 1º trimestre de 2016 (que havia sido de 31,3 mil cabeças).

No 1º trimestre de 2019, foram abatidas 11,31 milhões de cabeças de suínos em todo o Brasil, representando aumentos de 5,5% em relação ao mesmo período de 2018 e de 1,1% na comparação com o 4° trimestre de 2018. Foi o melhor primeiro trimestre do abate nacional de suínos da série histórica.

Santa Catarina segue liderando o abate de suínos, com 26,6% da produção nacional. A Bahia responde por apenas 0,3%.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

sete + vinte =