Obras do Hospital Metropolitano seguem em ritmo acelerado

Entre obras e equipamentos, a unidade receberá investimentos da ordem de R$ 180 milhões (Foto: Sesab)

Com 78% de obras concluídas, o Hospital Metropolitano, que está sendo erguido no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), será inaugurado em dezembro deste ano. A informação é do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, que inspecionou a unidade na manhã desta quarta-feira (26), acompanhado da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho.

“O Hospital Metropolitano será o principal equipamento de saúde da RMS, atendendo a todos os casos da rede de urgência e emergência do litoral norte e das cidades que compõem a região metropolitana, pois é de fácil acesso, a partir de diversas vias expressas, desafogando assim o Hospital Geral do Estado, Hospital Geral Roberto Santos e Hospital Geral de Camaçari”, ressaltou Vilas-Boas.

Entre obras e equipamentos, a unidade receberá investimentos da ordem de R$ 180 milhões. Com 265 leitos, sendo 55 de Terapia Intensiva (UTI), o hospital será de grande porte, com 27.900 metros quadrados de área construída. Referência para casos de urgência e emergência, trauma e acidente vascular cerebral (AVC), a unidade terá dez salas de cirurgia.

Um dos destaques do projeto é a Unidade de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral (UAVC), que atenderá pacientes acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral (isquêmico, hemorrágico ou ataque isquêmico transitório), na fase aguda, ofertando tratamento trombolítico venoso, reabilitação precoce e investigação etiológica completa.

Também estão em curso a pavimentação asfáltica de 2,6 quilômetros da Rua Djanira Maria Bastos e a construção de uma via de acesso ao novo hospital, que beneficiará moradores de Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, Salvador, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.

Novo perfil

Após a inauguração do Hospital Metropolitano, o Hospital Geral Menandro de Faria será requalificado e terá o perfil modificado para atender gestantes e crianças. A unidade será uma maternidade de alto risco e um hospital pediátrico.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

6 + quinze =