Inflação medida pelo IPC-S tem novo avanço em Salvador

Produção de feijão da 1ª safra deve ficar menor no próximo ano, segundo informações do IBGE

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal da cidade de Salvador (IPC-S/Salvador) registrou variação de 0,64%, na apuração realizada na quarta semana de março de 2019. O resultado foi 0,05 ponto percentual (p.p.) superior ao divulgado na terceira semana de março, que foi de 0,59%. Os dados foram divulgados oje pela Fundação Getulio Vargas (FGV)

Nesta edição, três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração em suas taxas de variação, entre as quais se destacam os grupos: Transportes e Saúde e Cuidados Pessoais, cujas taxas passaram de 0,64% para 0,83%, e de 0,22% para 0,37%, respectivamente.

A análise deste resultado mostra que as pressões acima da variação média foram exercidas pelos grupos: Alimentação; 1,20%, Vestuário; 0,87% e Transportes; 0,83%. Mostra também que se situaram em nível abaixo da variação média os grupos: Habitação; 0,50%, Saúde e Cuidados Pessoais; 0,37%, Despesas Diversas; 0,17%, Comunicação; 0% e Educação, Leitura eRecreação; -0,34%.

O núcleo do IPC-S/Salvador registrou variação de 0,31%. Em relação a fevereiro, quando a taxa ficou em 0,21%, o núcleo avançou 0,10 (p.p.). Nos últimos 12 meses, o indicador apresentou variação de 3,92%. Para efeito de cálculo do núcleo foram excluídos os itens com variações inferiores a 0,00% e superiores a 0,64%.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 + quatro =