Obras vão acabar com alagamentos em rua no Monte Serrat

A ordem de serviço para início imediato das obras de macrodrenagem da localidade foi assinada nesta quinta-feira (24) pelo prefeito ACM Neto (Foto: Max Haack/Secom)

Depois dos moradores da Vila Ruy Barbosa, que acompanharam o início da reconstrução do Centro Municipal de Educação Municipal (CMEI) Maria Conceição Costa, foi a vez dos residentes da Rua Urbano Duarte, em Monte Serrat, também na Cidade Baixa, comemorarem a proximidade do fim de um sofrimento de muitas décadas convivendo com alagamentos, lama invadindo casas e móveis destruídos. A ordem de serviço para início imediato das obras de macrodrenagem da localidade foi assinada nesta quinta-feira (24) pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do vice-prefeito Bruno Reis e do secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo, demais autoridades e comunidade.

Com investimento de aproximadamente R$2,3 milhões e prazo de quatro meses para conclusão, a obra será executada pelo Consórcio CBS – Contech, com recursos municipais e supervisão da Superintendência de Obras Públicas do Salvador (Sucop), vinculada à Seinfra. Em discurso, o prefeito relatou que a iniciativa passou por muitos obstáculos prévios, desde a solução de engenharia para o problema até a licitação para escolha da empresa que executará a obra.

“De todos os lugares da Cidade Baixa, um dos que mais sentem com o período das chuvas é a Rua Urbano Duarte. Muitos moradores já nem acreditavam que essa obra seria feita. Por isso, fiz questão de estar aqui depois que as máquinas e trabalhadores estivessem no local para dar início à obra e não haver dúvidas na cabeça de todos de que a intervenção se tornou realidade”, afirmou ACM Neto.

Expectativa

Os moradores presentes na ocasião mal escondiam a felicidade por, finalmente, ver que o sofrimento com os constantes alagamentos em período chuvoso está perto do fim. Residente na Urbano Duarte há 13 anos, a professora Carla Vanessa Tuy, de 40 anos, exemplifica a importância dessa intervenção para a comunidade.

“Essa ação é fundamental, porque os alagamentos nos perseguem há anos. Quando chove, ficamos presos em casa. Muitos têm que correr para tirar o carro da garagem – um vizinho perdeu um veículo há três meses, depois de uma forte chuva. Esse é um problema de décadas e nada era feito. Se a Prefeitura conseguir resolver mesmo, será um marco histórico aqui, uma verdadeira glória para a gente”, disse Carla.

A realidade é a mesma para a corretora de seguros Maria das Dores, 63 anos, 38 destes na Urbano Duarte “É terrível, a rua enche e mesmo depois de a chuva passar ainda demora para a água escoar. Fica tudo alagado, principalmente na praça. Isso sempre foi assim. Os agentes de limpeza arrumam, limpam, mas sempre acontece. Após a obra, o local ficará mais valorizado, pois hoje em dia só fica aqui quem não pode sair”, declara.

Resultados

De acordo com o secretário Almir Melo, as ações que serão implantadas conseguirão impedir que a água das chuvas sigam invadindo a ladeira e encher a rua na parte baixa. “O trabalho de macrodrenagem atua principalmente na prevenção de alagamentos, garantindo segurança e conforto para a população”, garante. O serviço contém a força das águas pluviais, impedindo alagamento de ruas e protegendo famílias residentes em zonas de risco.

Desde 2013, inúmeras obras de macrodrenagem já foram executadas nas dez regiões administrativas da capital baiana. Dentre os destaques estão as ações na região do Itaigara e Avenida ACM – onde será implantada a primeira etapa do BRT de Salvador; Lucaia, Vasco da Gama, Retiro, Canal do Japão; Baixa do Cacau, em São Caetano; Cassange e Boca do Rio.

Próximas ações

Além da macrodrenagem na Urbino Aguiar, o prefeito também elencou outras melhorias que serão realizadas pela Prefeitura na Cidade Baixa, nos próximos meses. Três delas estão previstas para acontecer em fevereiro: o início das obras da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Cidade Baixa, a entrega da requalificação da Ponta do Humaitá e o início da reurbanização da orla da Boa Viagem.

Além disso, será entregue neste semestre a área da Baixa do Bonfim completamente repaginada. Ainda este ano, será iniciada a implantação do Caminho da Fé, que liga o Memorial Irmã Dulce, no Largo de Roma, à Baixa do Bonfim. Também estão na lista a entrega de campos e praças completamente recuperados pela administração municipal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 + 3 =