Empresa de acomodação prospecta parcerias com universidades

A proposta da startup sediada em Londres, mas criada por dois brasileiros, é oferecer acomodações de qualidade com preços mais econômicos

Uma economia de cerca de 30% no custo com acomodação dos intercambistas é o que promete a plataforma Meu Quarto em Londres. Nos próximos meses, os baianos podem começar a ter a opção de estudar fora do país gastando menos. O diretor de marketing da empresa, Lucas Pellini está em Salvador, visitando as universidades baianas, no intuito de firmar parcerias para oferecer opções de acomodação, no Reino Unido e em Portugal, para os estudantes das instituições.

“Hoje, os estudantes têm apenas a opção da residência estudantil. Através da nossa plataforma, eles terão, além desta possibilidade, a escolha de optar pela acomodação em casa de família, quarto compartilhado ou flats próprios, e com uma economia média de 30% do valor”, aponta Lucas.

Lucas destaca que a plataforma cresceu 35% nos últimos seis meses em volume de vendas
Lucas destaca que a plataforma cresceu 35% nos últimos seis meses em volume de vendas

O diretor de marketing já teve reuniões de prospecção com importantes instituições soteropolitanas, como a Unifacs, Unijorge e Ifba. Ele escolheu visitar a capital baiana para lançar uma novidade – a plataforma Meu Quarto em Portugal, que será lançada pela empresa em agosto.

Público estratégico

“O público baiano é estratégico para nós por diversos motivos, tanto que o estado representa hoje nosso maior volume de clientes – em torno de 23% do nosso mercado é da Bahia. A parceria com as universidades locais para o lançamento do Meu Quarto em Portugal é uma grande aposta nossa, pois 70% dos intercambistas de Salvador escolhem este país como destino, pela facilidade de acesso, em função da língua e do menor custo”, revela.

Lucas destaca ainda que a plataforma cresceu 35% nos últimos seis meses em volume de vendas. “Conseguimos um custo menor para o cliente porque não cobramos taxa de serviço, ou seja, a pessoa não paga nada a mais por contratar a plataforma. A qualidade, porém, é mantida, pois a rentabilidade da empresa é garantida pela negociação feita com as imobiliárias”, explica.

A proposta da startup sediada em Londres, mas criada por dois brasileiros – Lucas Pellini e Roberta Weber Calabró, diretora comercial, é oferecer acomodações de qualidade com preços mais econômicos. Além disso, são disponibilizados serviços voltados para facilitar a estadia e chegada dos brasileiros no destino escolhido. Hoje, a empresa oferece studios-flat, quartos em casas de família, residências estudantis e quartos compartilhados para curta e longa temporada, tendo mais de 15 parceiros e um portfólio de mais de 3.000 quartos. Também são oferecidos serviços como consultoria antes da viagem, transfer, cartão de transporte, roupa de cama e um guia completo com informações sobre o destino. A empresa trabalha com intercambistas, brasileiros que pretendem morar no exterior e turistas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × quatro =