Renova vende complexo eólico na Bahia por R$ 650 milhões

O complexo eólico está sendo construído nos municípios baianos de Caetité, Igaporã, Urandi, Pindaí e Licínio de Almeida (Foto: Seta Engenharia/Divulgação)

O Conselho de Administração da Renova Energia decidiu ontem aceitar a proposta da Brookfield Energia Renovável (BER) que contempla, dentre outras coisas, a aquisição do Complexo Alto Sertão III, composto por 433 MW com PPAs e 288MW inscritos no leilão de dezembro de 2017, pelo valor de R$ 650 milhões. O preço poderá ser acrescido de earn-out de até R$ 150 milhões (corrigidos por CDI) vinculado à geração futura do complexo eólico, a ser apurada após 5 anos de sua entrada em operação.

Em fato relevante, a Renova informou ainda que os financiamentos bancários relativos a esses ativos também serão transferidos à BER. Disse que os recursos oriundos da transação serão destinados prioritariamente ao pagamento dos fornecedores e credores do projeto Alto Sertão III. O complexo eólico, composto de  26 parques  e 155 aerogeradores, está sendo construído nos municípios baianos de Caetité, Igaporã, Urandi, Pindaí e Licínio de Almeida.

A Renova também repassou para o grupo canadense projetos eólicos em desenvolvimento, com capacidade instalada estimada de 1,1 GW, ao preço de R$ 187 mil por MW, a serem pagos como earn-out (corrigidos por CDI).

“O Conselho aprovou também a concessão de um novo período de exclusividade à BER por 30 dias, prorrogáveis automaticamente por 30 dias adicionais, para finalização dos documentos da transação, cuja conclusão efetiva se dará após a apreciação e aprovação dos órgãos de governança da Companhia e de seus controladores, bem como após o cumprimento de condições precedentes usuais em transações desta natureza”, afirmou a Renova no fato relevante.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 1 =