Governo do Estado lança edital de apoio a finanças solidárias

O Festival de Economia Solidária comercializa na capital, produtos de microempreendedores solidários de 13 Territórios de Identidade da Bahia (Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

Um Edital de Finanças Solidárias foi lançado nesta sexta-feira (23) pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) durante o Festival de Economia Solidária, que acontece até o 28 de fevereiro na Praça de Serviços do Salvador Shopping, na capital. A iniciativa facilitará o crédito e prestará apoio a associações e cooperativas de microempreendedores de toda Bahia. Serão aplicados R$3,5 milhões em duas linhas de ação, que devem atender diretamente 500 empreendimentos e 2.700 empreendedores.

“Apesar de estarmos vivendo um ano de crise econômica nacional, o Governo do Estado faz essa opção de investir no crédito solidário. As cooperativas de crédito que emprestam a juros baixos, que prestam assistência técnica existem, mas precisam de um aporte do poder público no sentido de melhorar suas instalações, de expandir a rede de atendimento aos consumidores, empreendedores solidários e fortalecer, portanto, essa grande articulação de pessoas que vivem da sua produção”, declarou a titular da Setre, Olívia Santana.

O modelo do edital é fruto de discussões de um Grupo de Trabalho (GT) de Finanças Solidária formado pelo Governo do Estado e entidades do setor de Economia Solidária. “Este edital é uma construção coletiva da Setre junto com os Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol), em que foi criado um grupo um GT de Finanças Solidária, onde envolve Bancos Comunitários, Cooperativas de Crédito e Fundos Rotativos e, dentro deste edital, nós discutimos ações para o fortalecimento destes três ramos, explica o diretor operacional da Associação das Cooperativas de Apoio à Agricultura Familiar e Economia Solidária (ASCOOB), Gelvane Santiago.

A Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda, com sede em Monte Santo, é uma das entidades que poderá expandir a produção de doces, licuri e artesanatos através do edital. “Esse edital é uma demanda da sociedade e tem uma importância muito grande porque vai ajudar os empreendimentos a fortalecer suas unidades de produção, melhorando a qualificação do produto e, por fim, gerando mais renda”, afirmou Luís Costa, o coordenador técnico da Associação Regional dos Grupos Solidários de geração de renda. (Aresol).

Festival

O Festival de Economia Solidária comercializa na capital, produtos de microempreendedores solidários de 13 Territórios de Identidade da Bahia. Artesanato, esculturas, alimentos orgânicos, cachaça, chocolate, doces variados, roupas e decoração, tudo direto da mão de quem produz para turistas e moradores da capital. O evento acontece na Praça de Serviços do Salvador Shopping. Na programação, aulas-show de gastronomia ensinam recitas com produtos característicos dos territórios.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 + 18 =