Capa > Economia Brasileira > Preço do GLP industrial da Petrobras cai 6,3% amanhã
Segundo a Petrobras,  a alteração é necessária devido à queda das cotações internacionais do produto
Segundo a Petrobras, a alteração é necessária devido à queda das cotações internacionais do produto

Preço do GLP industrial da Petrobras cai 6,3% amanhã

A Petrobras anunciou hoje (19), para entrada em vigor neste sábado (20), a redução em 6,3% dos preços de comercialização para distribuidoras do gás liquefeito de petróleo (GLP) destinado a uso industrial e comercial. Segundo a empresa, a alteração é necessária devido à queda das cotações internacionais do produto, cuja demanda ao longo do inverno europeu tem sido menor que a esperada pelo mercado.

A Petrobras esclareceu que o reajuste não se aplica aos preços de GLP destinado ao uso residencial, conhecido como gás de cozinha, comercializado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilogramas (kg).

Em nota divulgada esta tarde, no Rio de Janeiro, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) explicou que, de acordo com as informações dadas pela Petrobras às distribuidoras, a redução será entre 5,8% e 6,9%, dependendo do polo de suprimento.

“O Sindigás reforça que falta ainda uma política de preços para o GLP industrial, o que aumenta a diferença de preços entre o GLP residencial e o industrial, e ainda o ágio cobrado pela Petrobras em relação ao preço praticado no mercado internacional para o produto, destinado aos setores comércio e indústria – os que mais vêm sofrendo com a crise econômica”.

O sindicato estima que o valor do produto destinado a embalagens maiores que 13 kg ficará 27,68% acima da paridade de importação. (Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil)

Share

Leia Também

Os magistrados negaram o recurso da defesa de Lula contra sentença aplicada pelo juiz Sérgio Moro  (Foto: Marcelo Camargo/AG.Brasil)

Por 3 a 0, desembargadores do TRF4 mantêm condenação de Lula

Os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + oito =

Share