Safra baiana de algodão deve ser quase 10% maior em 2018

Entre setembro e outubro, a estimativa para a safra baiana de grãos em 2018 foi revista para cima (+0,9%), devendo totalizar 9.328.019 toneladas, 15,5% mais que em 2017 (8.078.077 toneladas) (Foto: Ascom/Abapa)

O segundo prognóstico para 2018 da produção nacional de algodão é de 4 milhões de toneladas, 4,5% maior que a safra 2017 (cerca de 3,8 milhões de toneladas) e 6,2% maior que o previsto em outubro. A área plantada e a área a ser colhida aumentaram em 3,7%, e o rendimento médio aumentou 2,4%, sempre em relação ao primeiro prognóstico (de outubro). Ao todo, devem ser plantados, em 2018, pouco mais de 1 milhão de hectares de algodão no país. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado mensalmente pelo IBGE.

O aumento no prognóstico da safra 2018 de algodão reflete principalmente o desempenho das lavouras na Bahia, segundo maior produtor nacional e que deve participar com 22,8% do total a ser colhido no próximo ano.
Com melhores expectativas quanto ao clima, o estado deve ter uma safra de algodão de 914,8 mil toneladas em 2018, uma previsão 31,8% maior do que a de outubro e quase 10,0% (9,8%) superior à produção de 2017, estimada em 833.490 toneladas.

De outubro para novembro, a estimativa da área plantada e da área a ser colhida com algodão na Bahia, no próximo ano, apresentou aumento de 16,8%, e o rendimento médio foi revisto para 3.837 kg/ha (+12,8%). Em Mato Grosso, maior produtor de algodão do país, a estimativa da produção para 2018 alcança 2,7 milhões de toneladas, representando 66,3% do total e com crescimento de 4,5% em relação à estimativa de 2017.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

seis + oito =