Capa > Giro Econômico > Planos médico-hospitalares perdem clientes na Bahia
A ANS recebeu 15.912 reclamações de natureza assistencial entre o dia 1° de julho e 30 de setembro e considerou 14.138 queixas para análise
A ANS recebeu 15.912 reclamações de natureza assistencial entre o dia 1° de julho e 30 de setembro e considerou 14.138 queixas para análise

Planos médico-hospitalares perdem clientes na Bahia

O mercado de planos médico-hospitalares encolheu na Bahia em outubro. O segmento encerrou o mês com 1.577.743 beneficiários. Houve queda tanto em relação a setembro (1.578.551) quanto na comparação com igual mês do ano passado (1.587.415), é o que informa a coluna Giro Econômico (https://www.bahiadevalor.com.br/giro-economico/)  deste domingo.

O levantamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), divulgado na última sexta-feira, mostra ainda que a Hapvida segue na liderança do mercado baiano, com 348.120 clientes. Em seguida aparecem o Bradesco Saúde (229.941) e a Unimed (105.424). A taxa de cobertura hoje no estado é de 11,13%. Em outubro, o número total de beneficiários de planos médico-hospitalares foi de 47.399.495 no país, um crescimento de 84.098 em relação ao mês de setembro.

Nos planos exclusivamente odontológicos houve em um acréscimo de 9.368 usuários em relação ao mês anterior, totalizando em outubro 1.328.745 beneficiários dessa modalidade em todo o estado. O segmento é liderado pela Odontoprev, com 368.571 usuários, seguido pela Odonto System (310.267) e a Hapvida (165.450).

Share

Leia Também

A iniciativa da Setur completa uma série de ações realizadas desde o dia 1º de dezembro na capital paulista para potencializar o turismo da Bahia (Foto: Setur/Divulgação)

Ação da Setur promove destinos baianos na Avenida Paulista

Uma ação para divulgar os destinos turísticos baianos será realizada neste domingo (10), na Avenida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Share