Salvador tem a cesta básica mais barata do Brasil, diz Dieese

O tomate ficou quase 30% mais barato em Salvador no mês passado (Foto: José Gomercindo/ANPr)

O  custo da cesta básica em Salvador  registrou redução de 7,05% em agosto em relação a julho de 2017 e passou a custar R$ 332,10, contra os R$ 357,28 registrados no mês anterior. Este é o menor valor dentre as 24 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realiza a pesquisa. Na variação em 12 meses (de setembro de 2016 a agosto de 2017), os gêneros alimentícios apresentaram redução de 11,78% em Salvador.

Em Salvador, as únicas altas foram registradas no preço médio da farinha de mandioca (1,85%) e do óleo de soja (1,08%). O preço médio do arroz ficou estabilizado na capital baiana. Entre os produtos que registraram redução no preço médio, em agosto, destacam-se o tomate e o feijão, com variações de -28,37% e -19,43%, respectivamente.

Em agosto de 2017, o trabalhador soteropolitano remunerado pelo salário mínimo, comprometeu 77 horas e 58 minutos de sua jornada mensal para adquirir a cesta básica. Em julho, houve um comprometimento maior. Naquele mês, foram necessárias 83 horas e 53 minutos. Quando se compara o custo da cesta em relação ao salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social (R$ 862,04), o comprometimento foi de 38,52% em agosto, percentual menor que os 41,44% de julho.

Salário mínimo

Em agosto de 2017, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 88 horas e 35 minutos nas capitais pesquisadas pelo Dieese. Tempo menor que o de julho, quando havia ficado em 90 horas e 40 minutos. Em agosto de 2016, o tempo era de 104 horas.

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido (R$ 862,04), verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em agosto, 43,76% do salário mínimo para adquirir os mesmos produtos que, em julho, demandavam 44,79%. Em agosto de 2016, o percentual foi de 51,38%.

PESQUISA NACIONAL DA CESTA BÁSICA DE ALIMENTOS

Capital Valor da cesta (R$) Variação mensal (%) Porcentagem do Salário Mínimo Líquido (%) Tempo de trabalho Variação no ano

(%)

Variação anual (%)
Porto Alegre 445,76 -1,72 51,71 104h 40m -2,89 -6,03
São Paulo 431,66 -3,18 50,07 101h 21m -1,65 -9,15
Florianópolis 426,30 -3,09 49,45 100h 05m -6,06 -6,74
Rio de Janeiro 410,43 -3,57 47,61 96h 22m -7,51 -9,88
Vitória 397,89 -2,84 46,16 93h 25m -6,67 -8,85
Brasília 396,54 -2,19 46,00 93h 06m -8,15 -12,13
Fortaleza 389,35 -2,83 45,17 91h 25m -1,23 -5,06
Goiânia 386,81 0,04 44,87 90h 49m -0,01 -5,91
Curitiba 385,11 -3,48 44,67 90h 25m -6,04 -10,68
Boa Vista 377,45 1,40 43,79 88h 37m -4,61 -14,53
Porto Velho 376,84 -2,16 43,71 88h 29m -0,23 -4,80
Cuiabá 375,96 -4,83 43,61 88h 16m -11,79 -17,02
Belém 375,82 -3,31 43,60 88h 14m -8,50 -10,80
Maceió 374,75 0,91 43,47 87h 59m -4,29 -5,54
Belo Horizonte 365,05 -4,86 42,35 85h 43m -7,50 -15,03
Macapá 359,61 -1,61 41,72 84h 26m -2,88 -11,25
Manaus 357,97 -0,96 41,53 84h 03m -9,39 -10,84
Campo Grande 355,09 -7,09 41,19 83h 22m -12,98 -19,46
Aracaju 353,85 -2,86 41,05 83h 05m 1,19 -4,55
São Luís 352,36 -4,14 40,88 82h 44m -1,04 -8,76
João Pessoa 351,08 -2,86 40,73 82h 26m -4,12 -9,01
Recife 340,54 -5,84 39,50 79h 58m -2,13 -8,36
Natal 336,12 -6,15 38,99 78h 55m -4,50 -8,03
Salvador 332,10 -7,05 38,52 77h 58m -6,49 -11,78

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − catorze =