BDO incorpora a baiana Performance e expande operações

O presidente da BDO, Raul Corrêa da Silva (à esquerda), e José Renato Mendonça, um dos sócios da Performance (Foto: Divulgação)

[dropcap]O[/dropcap] projeto de crescimento da BDO chega a uma nova fase. A companhia acaba de incorporar as operações da Performance, empresa com 27 anos de atuação e baseada em Salvador. A fusão dá continuidade ao processo de expansão da empresa, hoje uma das Big 5 do setor de auditoria e consultoria no país. Desde 2014, a BDO já mantém um escritório na capital baiana.

Agora, a firma de auditoria e consultoria passa a contar com mais de 1.500 profissionais no país, distribuídos por 22 filiais, e cerca de 3.600 empresas no portfólio de clientes – quase 70 de capital aberto. “A intenção é impulsionar cada vez mais nossa divisão de auditoria e fazer crescer nossa participação em segmentos como consultoria, imposto e outsourcing, preservando sempre o foco no atendimento ao middle market”, avalia o presidente da BDO, Raul Corrêa da Silva.

A Performance foi fundada em 1990 a partir da reunião de executivos egressos de redes internacionais de auditoria e consultoria. Desde então conquistou clientes regionais, ligados a variados segmentos, como construção civil, educação, energia, transportes, tecnologia e varejo. “Ao nos unirmos à principal firma de auditoria e consultoria de middle market brasileiro, desejamos garantir, principalmente ao polo industrial local, acesso a novas oportunidades e um patamar mais elevado de prestação de serviços”, argumenta o sócio José Renato Mendonça.

A expansão na Bahia é embasada por expressivos indicadores econômicos. O Produto Interno Bruto (PIB) do estado supera R$ 220 bilhões. Para este ano, a perspectiva é de um crescimento de 1,9%, acima das projeções nacionais. Segundo a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), houve um avanço de 0,3% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o último trimestre de 2016.

Estratégia

A fusão também é estratégica para consolidar a atuação nacional da BDO. O faturamento da filial brasileira de R$ 40 milhões, registrado há cinco anos, quadruplicou e saltou para R$ 175 milhões em 2016. A projeção é fechar 2017 com R$ 220 milhões. O número de escritórios subiu de 13 para 22, cobrindo todas as regiões do país.

“Estamos reforçando nossa estratégia de capilaridade, com o apoio de profundos conhecedores do mercado baiano, além de nos aproximar das empresas do middle market, que representam grande parcela da economia regional”, salienta Keith Farlinger, CEO das Américas da BDO.

Histórico de expansão

Esta foi mais uma das muitas aquisições promovidas pela BDO nos últimos três anos. Em dezembro de 2015, a companhia incorporou as operações da principal firma membro da Baker Tilly no Brasil. Em 2016, agregou à rede as equipes da JD Auditores Independentes, em Manaus (AM), e a PKS Auditoria e Consultoria, em Vitória (ES). Neste ano, somou forças com a HLV Auditores & Consultores para ampliar atuação no Rio de Janeiro.

Evolução da BDO de dois em dois anos

Ano Faturamento

(em R$ milhões)

Funcionários Filiais
2011 40 371 9
2013 91 815 17
2015 152 1.303 19
*2017 220 1.600 23

[box type=”info” align=”alignright” class=”” width=””]A BDO no Brasil integra o seleto grupo mundial das Big 5. A empresa agrega um conjunto de soluções que contempla valuation, apoio em fusões e aquisições, auditoria contábil, consultoria em gestão, corporate finance, viabilidade econômica de projetos e negócios, análise de lucratividade, reestruturação financeira, governança corporativa, controladoria, planejamento tributário, recursos humanos, sucessão familiar, consultoria trabalhista e jurídica. A BDO International Limited é a quinta maior firma de auditoria e consultoria do mundo. A empresa presta serviços de auditoria e consultoria em mais de 150 territórios, com cerca de 60 mil profissionais distribuídos por 1.328 escritórios. [/box]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

três + quinze =