Volkswagen registra aumento de mais de 63% nas exportações

Novo up! começa a ser exportado para os principais mercados da América Latina

A Volkswagen do Brasil registrou, no período de janeiro a maio de 2017, um aumento de mais de 63% nas exportações em comparação com o mesmo período de 2016. Ao todo, foram 71.086 unidades exportadas nos cinco primeiros meses do ano contra 43.575 nos mesmos meses do ano passado.

O incremento das exportações da Volkswagen do Brasil em 2017 superam os 61,8% de crescimento verificado pela indústria nos cinco primeiros meses de 2017 em relação ao mesmo período de 2016. O volume exportado pela Volkswagen em 2017 corresponde a 24% de todos os embarques da indústria automotiva brasileira no mesmo período, que, segundo dados da Anfavea, totalizaram 307.558 unidades até maio.

“A formatação da nova estrutura regional na América do Sul nos permite trabalhar de maneira mais eficiente e atuar mais ativamente nas decisões voltadas aos mercados da região. Essa estratégia ajuda também a tornar a marca Volkswagen mais conectada ao consumidor, ágil e competitiva, possibilitando conquistar uma participação mais forte principalmente no mercados vizinhos ao nosso”, afirma o presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM), David Powels. “O resultado deste trabalho já é refletido nos nossos volumes de exportação, que servem como um indicador bastante relevante do nosso nível de competitividade para atuar com veículos brasileiros em outros mercados”.

Os países que mais receberam os veículos produzidos pela Volkswagen do Brasil foram Argentina, México e Colômbia. Já o modelo mais exportado nos primeiros cinco meses de 2017 continua sendo o Gol, com 32.158 unidades embarcadas; seguido por Voyage, com 13.029 unidades; Saveiro, com 11.825 unidades; e up!, com 8.441 unidades.

Oferta de produtos

“Nossa oferta atual de produtos é capaz de atender os padrões de qualidade exigidos pelos mercados que compram os carros que fabricamos no Brasil. Isso tem permitido que a marca busque novas oportunidades de negócios, elevando as exportações”, explica Thomas Owsianski, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen América do Sul (SAM).

A performance positiva até o momento em 2017 reflete os primeiros resultados da criação da estrutura regional SAM, que engloba a América do Sul, América Central e Caribe, em um total de 29 países. Essa divisão dá maior autonomia e força no desenvolvimento de soluções para as demandas dos clientes da Volkswagen nessas regiões, ajudando a ampliar a atuação da empresa nesses mercados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 4 =