Metrô chegará até a estação Pituaçu em maio, diz governador

De acordo com o governador Rui Costa, a meta é que até o início de 2018, o metrô funcione regularmente até o Aeroporto (Foto: Camila Souza/GOVBA)

Mais quatro novas estações do Metrô de Salvador entrarão em operação a partir de maio. As estações de Pernambués, Imbuí, Centro Administrativo e Pituaçu já estão com obras avançadas e os primeiros testes começaram a ser realizados em janeiro até a estação de Pituaçu. De acordo com o governador Rui Costa, a meta é que até o início de 2018, o metrô funcione regularmente até o Aeroporto e, em seguida, chegará em Águas Claras, completando 41 km. No discurso de abertura dos trabalhos legislativos na Alba, hoje (2), Rui destacou que Salvador recebe um dos maiores investimentos de sua história, sobretudo na área de mobilidade urbana.

Se a Bahia desfruta de uma posição de respeito no cenário nacional, principalmente pela gestão das contas públicas, isso se deve, na avaliação do governador Rui Costa, ao projeto que vem sendo implantado e aperfeiçoado com disciplina desde 2007 pelo governo baiano. “A cada dia da minha gestão percebo que é possível ir mais além, qualificar a máquina estadual e melhorar o gasto público para realizar o que é realmente necessário para as pessoas e para a infraestrutura produtiva do Estado”.

Rodoviária

O novo projeto da Estação Rodoviária de Salvador será apresentado pelo governo baiano ainda neste semestre. O objetivo do governo, segundo Rui Costa, é retirar o equipamento de dentro da cidade, deslocando-a para o bairro de Águas Claras, de modo que parem de circular no centro os ônibus metropolitanos, intermunicipais e interestaduais. De acordo com o governador Rui Costa, o Terminal de Águas Claras será a maior estação de transbordo do Norte e Nordeste, comportando as estações do Metrô, do BRT e demais ônibus.

Em relação ao VLT, que substituirá o trem do Subúrbio Ferroviário, Rui informou, durante seu discurso na Assembleia Legislativa, hoje (2), que já foi assinado um termo de compromisso com um grupo financeiro inglês. O investimento previsto é da ordem de R$ 1,5 bilhão, e vali ligar o Comércio a Paripe. “Essa é mais uma intervenção que abre um novo vetor de desenvolvimento para a cidade e vai gerar empregos que tanto necessitamos. A vocação de Salvador é o turismo, são os serviços, os negócios e para isso, insisto, vamos redesenhar e requalificar a paisagem urbana”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

oito − um =